Bolsonaro nega interferência na PF e acusa Moro de negociar troca de comando por vaga no STF

Publicado em 24/04/2020 10:54 e atualizado em 25/04/2020 19:03 11923 exibições

"Moro me disse que eu poderia trocar comando da PF após indicá-lo ao STF", diz Bolsonaro

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - Cercado por seus ministros, o presidente Jair Bolsonaro rebateu nesta sexta-feira as acusações do agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que deseja interferir politicamente na Polícia Federal, e afirmou que o ex-juiz tentou negociar a troca no comando da PF por sua própria indicação a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

"Mais de uma vez o senhor Sergio Moro disse para mim: 'Você pode trocar o (Maurício) Valeixo, mas em novembro, depois que você me indicar para o Supremo Tribunal Federal'", disse Bolsonaro em pronunciamento com 45 minutos de duração, no Palácio do Planalto, citando o agora ex-diretor-geral da PF.

Bolsonaro decidiu no início da tarde responder à fala de Moro depois de discutir o assunto com seus ministros mais próximos. O ex-juiz da Lava Jato pediu demissão pela manhã e acusou o ex-chefe de tentar interferir na PF e em inquéritos que tramitam no Supremo ao exonerar Valeixo.

O presidente assistiu ao pedido de demissão de Moro em seu gabinete com os ministros palacianos Walter Braga Neto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), e se manteve reunido com eles, de acordo com uma fonte, até a hora de fazer seu próprio pronunciamento.

Inicialmente previstos para se reunirem no Planalto para discutir o programa Pró-Brasil, os demais ministros, além do vice-presidente Hamilton Mourão, foram convocados para comparecer ao pronunciamento com Bolsonaro. Só não estavam presentes Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo.

Três deputados também compareceram para prestar apoio ao presidente: Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli e Helio Lopes, todos da ala do PSL ainda aliada a Bolsonaro.

Em seu pronunciamento, Bolsonaro negou ter a intenção de interferir na PF, mas reconheceu que solicitou informações a respeito de determinadas investigações, incluindo os inquéritos sobre a morte da vereadora Marielle Franco e da facada que ele próprio sofreu durante a campanha presidencial de 2018.

O presidente admitiu que pediu à PF que interrogasse um ex-sargento da Polícia Militar do Rio de Janeiro acusado de envolvimento no assassinato de Marielle, cuja filha teria namorado seu filho mais novo, Jair Renan, e revelou ter consigo uma cópia do depoimento.

"Eu fiz um pedido para a Polícia Federal, quase com um por favor: chegue em Mossoró e interrogue o ex-sargento. Foram lá, a PF fez o seu trabalho, interrogou e está comigo a cópia do interrogatório", disse o presidente. "Mas eu é que tenho que correr atrás disso? Ou é o ministro? Não é a Polícia Federal que tem que se interessar?".

ACUSAÇÃO MAIS GRAVE

Em sua fala, Bolsonaro também tentou desqualificar o trabalho de Moro à frente ao Ministério da Justiça, afirmando mais de uma vez que teve de pedir "por favor" para a que a PF investigasse a facada que levou durante a campanha.

Disse ainda que Moro tinha posições políticas diversas das dele, como, por exemplo, ser desarmamentista, e resistia a pedidos feitos por ele.

"Aquilo que eu defendi durante a campanha os ministros têm obrigação de estar comigo", reclamou.

Bolsonaro também rebateu afirmações de Moro a respeito da saída de Valeixo do comando da PF, dizendo que a lei lhe garante trocar o diretor-geral da corporação e até mesmo o ministro, sem precisar pedir autorização a ninguém.

"Eu e o doutor Valeixo conversamos por telefone e ele concordou com a exoneração a pedido. Desculpe, senhor ministro, o senhor não vai me chamar de mentiroso. Não existe uma acusação mais grave para um homem como eu, militar, cristão e presidente da República ser acusado disso", afirmou.

Moro, em sua fala, afirmou que não assinou a exoneração de Valeixo, apesar do decreto publicado no DO nesta madrugada ter a assinatura digital do ministro. No início da noite, o governo federal republicou a demissão de Valeixo, desta vez sem a assinatura de Moro. 

Também foi publicada a demissão, a pedido, de Sergio Moro.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito criminal para apurar os "fatos narrados e as declarações" apresentadas mais cedo pelo agora ex-ministro, segundo pedido apresentado à corte.

Aras pediu que Moro seja ouvido no inquérito para apresentar provas que comprovem os fatos que narrou. Ainda não houve escolha do relator do caso nem autorização determinada pelo Supremo.

"DECEPCIONADO"

Bolsonaro disse ter ficado "decepcionado e surpreso" com a decisão de Moro de comunicar seu pedido de demissão publicamente sem antes informá-lo, e afirmou ainda que não pode ter sua autoridade confrontada por nenhum ministro. Ele acusou Moro de ter postos "projetos pessoais" acima do país.

"Não posso aceitar minha autoridade confrontada por qualquer ministro. Assim como respeito a todos, espero o mesmo comportamento. Confiança é uma via de mão dupla", afirmou. "O governo continua, o governo não pode perder a sua autoridade por questões pessoais de alguém que se antecipa a projetos outros."

Bolsonaro disse que, mesmo antes de saber o que Moro falaria, avisou em um café da manhã com parlamentares que eles saberiam às 11h --horário em que Moro anunciou sua demissão-- quem não o queria na cadeira de presidente.

"Uma coisa é admirar uma pessoa, outra é conviver com ela, trabalhar com ela. Hoje pela manhã disse a parlamentares: 'Vocês conhecerão aquela pessoa que tem compromisso consigo, com seu ego, e não com Brasil´. O que eu tenho a meu lado é o povo brasileiro. Hoje essa pessoa vai buscar colocar uma cunha entre eu e o povo brasileiro'", contou.

No Congresso, segundo uma fonte, um eventual impeachment do presidente não é uma alternativa considerada no meio da crise do coronavírus, mesmo porque o presidente conseguiu força política ao se aproximar do centrão, ainda que a correlação de forças políticas possa mudar num piscar de olhos.

Essa mesma fonte avaliou que Bolsonaro pode perder popularidade -- e, portanto, capital político -- entre a ala que se considerava bolsonarista principalmente pelo discurso contra a corrupção, por conta do antipetismo e ainda devido ao próprio Moro.

Bolsonaro diz que tem o Brasil a zelar, enquanto Moro está preocupado com o próprio ego

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro rebateu o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, nesta sexta-feira, e afirmou que o ex-auxiliar está mais preocupado com seu próprio ego, enquanto ele tem o Brasil a zelar.

"Sabia que não seria fácil, uma coisa é você admirar uma pessoa, outra é conviver com ela, trabalhar com ela", disse o presidente em pronunciamento no Palácio do Planalto, horas depois de Moro apresentar sua renúncia ao cargo de ministro da Justiça.

O presidente disse que pela manhã conversou com parlamentares durante café da manhã nesta sexta-feira e afirmou: "Hoje vocês conhecerão aquela pessoa que tem compromisso consigo próprio, com seu ego, e não com o Brasil."

Bolsonaro negou ainda que tenha buscado interferir na Polícia Federal e disse que a lei lhe garante trocar o diretor-geral da corporação e o ministro sem precisar pedir autorização a ninguém.

"Dizer ao prezado ex-ministro Sergio Moro, como o senhor disse na sua coletiva que tinha uma biografia a zelar, eu tenho o Brasil para zelar", afirmou.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

 

Por:
Canal Poder 360
Fonte:
Estadao / Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

11 comentários

  • PAULO SÉRGIO DE OLIVEIRA HIRTH Manaus - AM

    Quem está interferindo na PF é o Ministro totalitário do STF!

    27
  • Aloísio Brito Unaí - MG

    Lendo todos os comentários e os likes, eu vejo que ninguém está sabendo pra onde ir. Estamos perdidos igual cego em tiroteio. Isso é a falta de União Nacional, por enquanto não saberemos o significado dessas palavras. Vejo uma incoerência pra todo lado. Nunca enfrentamos uma guerra, infelizmente isso é o que transformou a união das nações mais desenvolvidas desse planeta. Espero que não precisemos disso para um dia aprendermos que precisamos de União Nacional para crescermos como sociedade. Veja a importância disso para um momento tão complicado que o País atravessa.

    Orçamento de guerra?! No dia que entendermos o que realmente é um orçamento de guerra, seus políticos sensacionalistas, vocês verão o quanto vale suas vidas.

    Covid19 é só uma ferramenta bem simples da natureza para tentar equilibrar exageros, ela não é tão letal como muitos interpretam. No dia que a natureza realmente nos apresentar algum fenômeno realmente mortífero, acho que não saberemos contar por que não sobrará ninguém para testemunhar.

    Até agora, só vejo, sensacionalismo, defesas de opniões aleatórias e falta de União de um povo em pânico. É duro dizer isso, entretanto, também faço parte dessa nação.

    4
  • Augusto Mumbach Goiânia - GO

    Pelos comentários, parece que entrei na página do Brasil 247.

    3
  • Luiz Alexandre de Avelar Lagoa Formosa - MG

    Não vamos cometer o mesmo erro do PT, certo é certo não vamos defender o errado, Bolsonaro foi a maior decepção da política até hoje

    47
    • Tiago Gomes Goiânia - GO

      Com todo respeito acho que não foi a pior decepção, ao menos para quem teve o cuidado de observar quem de fato é Jair Bolsonaro. Infelizmente, personificamos nele algo que ele nunca foi, vi até um Brasil doente nessa personificação. É nada verdade, o que aconteceu aí é coisa pouca. Se vasculhar um pouco veremos que Bolsonaro para longe de ser essa personificação do bem. Mas isso é o amadurecimento da sociedade, já tomamos algumas pancadas, no mais é atenção para as próximas eleições.

      42
    • Ivo Vicente Basso Rio Brilhante - MS

      Thiago Gomes? BOLSONARO É UM PATRIOTA, HONESTÍSSIMO, VALENTE, QUE COLOCA A VIDA EM RISCO DIARIAMENTE E QUE TENTA SALVAR NOSSA PÁTRIA DO COMUNISMO A TODO O CUSTO! NÃO SE TEM NA HISTÓRIA DESTE BRASIL UM POLÍTICO COM AS QUALIDADES DELE. ELE , O PRESIDENTE, JUNTA AS QUALIDADES DE SER: VALENTE, HONESTO, PATRIOTA, DEFENSOR DA FAMÍLIA BRASILEIRA E É CRISTÃO, ENTRE OUTRAS TANTAS QUALIDADES! ENTÃO, THIAGO GOMES, PRA MIM ELE ME REPRESENTA E A 75% DOS BRASILEIROS. PONTO!!!

      41
  • Aloísio Brito Unaí - MG

    Lavagem de roupa suja. Quem manda é o Presidente. Ele é o capitão da embarcação.

    Presidente de uma empresa ou corporação é quem manda. O ego atrapalhou Moro. Pensou como juiz, não como gerente de setor.

    Estou com o presidente Jair Bolsonaro.

    Vi o discurso completo dos dois. Moro não é Deus. Moro era parte da equipe.

    Jair Bolsonaro apresentou claramente os argumentos para tirar o diretor geral da PF.

    Por enquanto o presidente me convenceu. Fala pelo coração. O Presidente da PF(Valeixo) e Moro, poderiam ter atendido o pedido do Presidente pelas investigações.

    Isso era um dever do Moro, e devem ter feito pouco da situação e focaram outras prioridades e fizeram pouco dos pedidos de presidente. Foi coisinha de criança, fizeram pirraça.

    No discurso do presidente percebi mais ainda gerenciamento militar. Curto e definido. Sem mais.

    Pegando um gancho de um amigo... foi bom.

    ‘Não votei no Moro’ , nessa situação coube esse argumento.

    Imaginem o que esse nosso presidente tem enfrentado até hoje, não é brincadeira.

    Não tem o rabo preso e enfrenta de peito aberto. Esse senhor vale nosso cuidado e apreço. É um soldado valente. Merece nosso apoio mais do que nunca. ‘O homi é corajoso pra valer’.

    54
    • Aloísio Brito Unaí - MG

      Bom dia!! Culto? Essa afirmação de ser culto foi pra mim? Lisonjeado, mas eu não sou. Estou muito longe disso. Não sei se em toda minha vida conseguirei chegar a essa denominação.

      Anta? Esses dias filmei uma na represa da fazenda e estou tentando proteger algumas que vivem na nossa propriedade. O asfalto tem matado bastante. Os abestados dos motoristas não conseguem diminuir a velocidade ou andar na velocidade permitida da rodovia, então, acabam atropelando os animais silvestres que tentam passar pelo corredor ecológico que possuímos nesse local. Os abestados do DNER do meu município não conseguem resolver e me autorizar a colocar umas placas avisando atravessia de animais silvestres. E os abestados do órgão ambiental local saem colocando placas de ‘bambies’ aleatoriamente na rodovia. Então, entender sobre macho anta ou macho fêmea para o nome denominado a esse animal não pode ser usado para humanos, porque não conseguimos definir de longe, quando avistado, se é fêmea ou macho. Tentei responder à sua pergunta, caso ela tenha sido direcionada a mim. Eu realmente não sei dizer. Entretanto, só sei de uma coisa, o nosso País tem muita Anta e muitos Abestados. O problema é conseguir a convivência entre eles porque está muito difícil nesse país com tantas pessoas cultas.

      E vamos que vamos! Espero profundamente que um dia chegaremos a ser uma sociedade melhor, não sei se estarei vivo pra presenciar isso, mas temos que ter esperança, igual eu tenho com as Antas da nossa fazenda.

      9
    • Aloísio Brito Unaí - MG

      Fui denominado esquerdista?! "Vixe!" Agora danou tudo! Nem eu mesmo sei quem eu sou ou o que escrevo. Mas uma coisa eu tenho certeza, esquerdista eu não quero ser nunca!

      5
    • Bruno RJ são joão - PR

      Aloísio, e o que acha que aconteceria com a investigação dos crimes cometidos por Lula se a então Presidente Dilma começasse a pedir informações à PF acerca de operações em realização? Lógico que, se o Presidente se preocupa com o que está sendo investigado, é porque teme algo, não acha?

      31
    • Aloísio Brito Unaí - MG

      Obrigado por perguntar minha opinião. Sinceramente, depende do que foi pedido pelo presidente. Eu ainda tenho minhas dúvidas. Acho que devemos aguardar mais o desenrolar desse conflito. O Moro não deixou claro. O presidente tem o direito de questionar seu ministro e querer informações sobre estratégias e argumentos do seu ministro. O Presidente deixou claro por que estava insatisfeito com o diretor da PF.

      Eu não tenho político de estimação, jargão que tem sido tão usado por aí. Na verdade, eu não posso abandonar de forma reativa e precipitada toda essa equipe e o propósito pelo qual votei no nosso Presidente. Eu estou atento e aguardando o que vai acontecer nas próximas semanas. Pra mim, o Moro vai ter que explicar ainda muita coisa e revelar algo mais para justificar uma atitude desse nível na situação que se encontra o País. Porque se ele não tiver argumentos mais contundentes (a Globo vai de todo modo tentar fazer isso), ele foi muito imaturo e pensou como Juiz, não como um colaborador do Presidente, e um pensamento de Juiz, que sabemos, não é nunca demitido do cargo, a não ser por ilicitude. Já para o cargo que ele se encontrava não é assim. Gerente de setor deve ser ouvido, mas a decisão final é do presidente. Ainda precisamos de mais informações sobre toda essa bandalheira. É o que acho. Um bom final de semana para todos!

      8
  • PAULO SÉRGIO DE OLIVEIRA HIRTH Manaus - AM

    Agora, com a resposta de Bolsonaro, não resta dúvidas que ele tem razão.

    34
    • PAULO SÉRGIO DE OLIVEIRA HIRTH Manaus - AM

      Eu quis dizer que BOLSONARO tem razão! Moro é agente globalista, vcs vão ver do lado de quem ele vaificar...

      29
  • PAULO SÉRGIO DE OLIVEIRA HIRTH Manaus - AM

    Desde que MORO entrou no governo, a LAVA-JATO parou quando chegou aos Semi-Deuses, não descobriram quem mandou matar Bolsonaro, quem deu presença de Adélio no plenário no dia do atentado, de onde vinha o $ dele, quem pagou seus advogados, quem obriga Adélio a tomar tarja preta para enlouquece-lo e neutralizar sua confissão...

    Continuo a acreditar em Bolsonaro.

    32
    • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

      Daqui a tres dias ninguem se lembrará do Moro..., nunca desejei ele no governo, era uma contradiçao..., pra começar ele é contra a venda de armas...

      31
    • Ari Pedro Diel

      Verdade. Um bom soldado não foge à luta. Moro, para mim, é apenas um desertor.

      26
    • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

      Desertor cheio de manha e pirracento... tipo, nao quero, nao vou, eu saio!!!

      27
  • Daniel Ornelas Gannone

    tô curioso para ouvir a análise imparcial do J. Olivi depois de hoje...

    10
  • Rafael Mendes Araguari - MG

    Desanimei com Bolsonaro!!

    Acabou esse governo!!

    Mourao agora é a hora !

    Só Deus por nós!

    33
  • Alvaro Andrade Biollo

    Sinto dizer isso, mas esse governo já venceu, o presidente perdeu as condições de governar... está pensando em seu filho ladrãozinho e não no país, acredito que o Mourão seja melhor...

    42
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Voces estão muito afoitos, pois parece que Sérgio Moro também mentiu..."Nem os governos anteriores mexeram na direção da PF" - Sérgio Moro. Procura aí quem é Segovia...

      39
    • STEFANO DUTRA VIVENZA belo horizonte - MG

      Concordo com o Sr Alvaro. O desafio agora é nosso amigo J. Olivi parar de passar paninho pro Bolsonaro.

      31
    • Luiz Alfredo Viganó Marmeleiro - PR

      Basta acompanhar qualquer canal de mídia .. em todas é quase unânime entre seus analistas a constatação da grave crise política que estamos ingressando, sendo que a renúncia de Moro foi a gota dágua, originada pela má condução do poder pelo sr. Jair Messias Bolsonaro. O homem que elegemos presidente pra, primeiro, tirar o PT e assemelhados do poder, e segundo, pôr o país nos eixos. Mas o que se seguiu, conflitos contra inimigos reais e, em sua maioria, imaginários, que tiraram o foco do governo. Enquanto os ideologos do bolsonarismo perdem tempo em combater o inimigo comunista, o globalismo e os iluminatis, o mundo real estava ai, com a crise do coronavírus e com a economia descendo a ladeira igual vaca seca caindo no precipício. Ninguém é comunista ou petista por criticar o presidente, apenas somos brasileiros patriotas que queremos um rumo para o país, pouco nos interessa os filhos do Bolsonaro, que se são canalhas merecem os rigores da lei. Mas o presidente tem em mente apenas o projeto de poder, que faz lembrar muito os métodos do partido da estrela vermelha. Nessa toada pouca coisa boa se espera do futuro...

      44
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Viganó, o Sérgio Moro acusou o presidente de muitas coisas, se o ex ministro e esse pessoal que acusa os filhos do presidente tem coisas concretas, reais, contra, que acionem a justiça. O partido Podemos já está falando em cpi e chamar o Moro, ele vai? Vamos ver.

      13
    • PAULO SÉRGIO DE OLIVEIRA HIRTH Manaus - AM

      "Basta acompanhar qualquer canal de mídia .. " FORMAMOS NOSSAS OPINIÕES ATRAVÉS DA INFORMAÇÃO QUE ALCANÇAMOS, QUEM SE INFORMA PELA TV RECEBE INFORMAÇÃO DISTORCIDA JUSTAMENTE PRA PENSAR DO JEITO QUE OS COMUNISTAS E GLOBALISTAS QUEREM.

      2
  • JUSTINO CORREIA FILHO Bela Vista do Paraíso - PR

    SAÍDA DE MORO!!! Olha só a ousadia, o Super Ministro invadiu a privacidade do clã Bolsonaro. Claro, pretendia lavar a roupa suja acumulada e manchada de ''fake news", rachadinha, etc. Esse Moro é muito bruto soh!!! Parabéns Dr. Sérgio Moro

    35
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      É tão bruto que até hoje não conseguiu saber quem mandou matar Bolsonaro!!!

      56
    • Eder Ricardo Gonçalves Maschietto Itapeva - SP

      Lamentável a atitude do Bolsonaro, esperamos que ele deixe o vice governar pelo menos para tentar terminar o mandato e trazer o barco até a praia em segurança para o povo Brasileiro neste momento tão difícil de pandemia para o Brasil e o mundo, hoje quem é comunistas comemora e os brasileiros ficam entristecidos, dia muito difícil para o Brasil.

      34
    • Milton Galvao Junior Mamborê - PR

      Lamentável ver um presidente eleito com a esperança de tirar o país da lama e ver o mesmo fazendo lambança e criando uma instabilidade institucional e aumentando a crise econômica.

      26
    • Elton Szweryda Santos Hortolândia - SP

      Os petistas estao felizes, igual galinha ciscando no lixo, kkk

      4