Brasil bate recorde diário com 751 mortes por Covid-19 e total se aproxima de 10 mil

Publicado em 08/05/2020 13:04 e atualizado em 09/05/2020 19:43 321 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou mais 751 mortes em decorrência do coronavírus nesta sexta-feira, atingindo a marca total de 9.897, enquanto o número de casos da doença no país teve alta diária de 10.222, chegando a 145.328, informou o Ministério da Saúde.

A contagem de mortes é, com folga, o recorde para um único dia desde o início da pandemia, superando os 615 óbitos contabilizados na quarta-feira. Já o número de novos casos confirmados fica levemente abaixo da máxima diária registrada até aqui, de 10.503, também da última quarta.

A taxa de letalidade da Covid-19 no país é de 6,8%, segundo a pasta.

.
  • Caixões provenientes do Estado de Santa Catarina chegam ao porto de Manaus 8/5/2020 REUTERS/Bruno Kelly

Doria prorroga quarentena até 31 de maio em SP

SÃO PAULO (Reuters) - A quarentena para conter a disseminação do coronavírus no Estado de São Paulo será prorrogada até o dia 31 de maio, anunciou nesta sexta-feira o governador paulista, João Doria (PSDB), que afirmou ser impossível relaxar as medidas de restrição, como fechamento do comércio não essencial, num momento em que a curva da pandemia está em ascensão.

"Como governador de São Paulo, eu gostaria de dar uma notícia diferente da que vou dar agora, mas o cenário é desolador. Teremos que prorrogar a quarentena até 31 de maio", disse Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

No dia 22 de abril, Doria anunciou que o governo elaborava um plano para reabertura da economia paulista --que dependeria do andamento da pandemia no Estado, da adesão ao isolamento social e da ocupação de leitos-- a partir do fim do decreto atual, no dia 10 de maio, e que seria detalhado nesta sexta.

Segundo o governador, o avanço da pandemia em São Paulo --com a aceleração do número de casos-- e a baixa adesão ao isolamento social --que tem estado abaixo de 50% em dias de semana-- inviabilizaram a reabertura.

"Nenhum país do mundo conseguiu relaxar o isolamento social com a curva de contaminação em alta. Repito: nenhum", disse Doria.

(Por Eduardo Simões; Edição de Maria Pia Palermo)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Flavio Haruki Kobata Floresta - PR

    Esses numeros do coronavirus em São Paulo são todos falsos. Credibilidade zero.

    13
    • Tiago Gomes Goiânia - GO

      ...com certeza, Flávio. Já é mais do que sabido que esses números são sub-estimados. Já é consenso em quem entende do assunto que muitas mortes no Brasil atestadas por "insuficiência respiratória" são na verdade causadas por Coronavirus. Inclusive o atual ministro da saúde já alertou sobre isso. Agora qual esse quantitativo em ralação aos dados oficiais? A quem arrisque em dizer o dobro, outros 30% a mais, uns dizem 10%.

      Na dúvida fiquemos com os dados oficiais, ainda que subestimados.

      33
    • Flavio Haruki Kobata Floresta - PR

      Está mais do que claro que em São Paulo - e em outros estados que são contra Bolsonaro - todos estão com os números do coronavírus inflados com o único objetivo de superfaturar... Deve ter morrido gente de susto e colocaram como covid 19.

      14