Índices acionários europeus recuam com tensões EUA-China e dúvidas sobre recuperação

Publicado em 21/05/2020 14:03 58 exibições

LOGO REUTERS

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias caíram nesta quinta-feira, depois que sinais de agravamento nas relações entre Estados Unidos e China aprofundaram preocupações sobre o ritmo de recuperação econômica diante da crise causada pelo coronavírus.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,81%, a 1.329 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,75%, a 340 pontos.

As relações entre a China e os Estados Unidos voltaram a azedar depois que Washington acusou Pequim de não ter lidado bem com o surto de coronavírus, impedindo a recuperação do mercado nas últimas semanas.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, mirou novamente a China na quarta-feira, chamando os 2 bilhões de dólares que o país asiático prometeu para combater a pandemia de "insignificantes". Uma autoridade de Pequim disse que a China não vacilará diante das crescentes tensões.

Enquanto isso, uma pesquisa divulgada mais cedo mostrou que o efeito devastador da pandemia na economia da zona do euro diminuiu um pouco em maio, à medida que as restrições são atenuadas, mas o bloco ainda está longe de registrar crescimento.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,86%, a 6.015 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,41%, a 11.065 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,15%, a 4.445 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,73%, a 17.087 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,04%, a 6.686 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,20%, a 4.214 pontos.

Fonte:
Reuters

0 comentário