Brasil registra 1.001 mortes por coronavírus em 24h; é o 2º em casos no mundo

Publicado em 22/05/2020 19:50 e atualizado em 22/05/2020 22:55 118 exibições

O Brasil registrou 1.001 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos pela doença para 21.048, segundo o Ministério da Saúde. De ontem para hoje, houve registro de 20.803 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e agora são 330.890 pessoas contaminadas.

Nas duas últimas semanas, em números absolutos, o Brasil saltou da sétima para a segunda posição entre as nações com mais casos de covid-19. Com isso, se mantém como um dos países em situação mais crítica do mundo em número de infecções, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, com mais de 1,5 milhão, segundo a plataforma Universidade Johns Hopkins, nesta sexta-feira, às 19h

Na lista de países com mais mortes acumuladas, o Brasil ocupa a 6ª posição. Só fica atrás de Estados Unidos (95.533), Reino Unido (36.475), Itália (32.616),Espanha (28.618) e França (28 218).

O maior número de infecções continua em São Paulo, com 76.871 diagnósticos e 5.773 mortes. O Ceará tem 34.573 infecções e 2 251 mortes. No Rio são 33.589 casos e 3.657 óbitos.

Mais cedo, o diretor do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, classificou a América do Sul como "um novo epicentro" da pandemia de covid-19. Ryan destacou que o Brasil é o local mais afetado da região, e alertou para a situação no Amazonas, que registra uma das maiores taxas de incidência do País.

Brasil é 2º país do mundo com mais casos de Covid-19 com novo recorde diário.

.
Enterro de vítima de Covid-19 no cemitério Vila Formosa., em São Paulo 22/5/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta quinta-feira um novo recorde diário de casos confirmados de coronavírus, com a notificação de mais 20.083 infecções, e se tornou o segundo país mais afetado pela doença no mundo.

Segundo o Ministério da Saúde, o total de infecções pelo vírus no Brasil atingiu 330.890, o que faz com que o país ultrapasse a Rússia --que possui 326.448-- na contagem global, ficando atrás apenas dos Estados Unidos (1.583.369).

Em relação ao número de mortes, houve um salto diário de 1.001 óbitos, o que eleva o total a 21.048. A cifra, porém, não atinge o recorde de mortes contabilizadas em um só dia, ficando abaixo dos 1.188 óbitos da véspera.

A máxima anterior para a contagem diária de casos da doença era de 19.951, verificada na quarta-feira.

A divulgação dos números pelo Ministério da Saúde não indica que as infecções e óbitos tenham necessariamente ocorrido nas últimas 24 horas, mas sim que os registros foram inseridos no sistema no período.

Na contagem de casos por Estados realizada pelo ministério, São Paulo continua sendo o mais atingido pela pandemia, chegando aos 76.871 casos e 5.773 mortes.

Na sequência dos números vem o Ceará, com 34.573 infecções e 2.251 óbitos. O Estado nordestino tem alternado a segunda colocação com o Rio de Janeiro, que possui 33.589 casos e 3.657 óbitos.

De acordo com o ministério, o Brasil possui 135.430 pacientes recuperados da Covid-19 e 174.412 em acompanhamento.

A taxa de letalidade do vírus no país é de 6,4%.

Fonte:
Estadão Conteúdo/Reuters

0 comentário