Produtec, do Fundo Pátria, tem aval do CADE para compra da Integra, revenda de Goiás

Publicado em 16/07/2020 14:09 411 exibições

(Reuters) - A Produtec, empresa controlada pela Terraverde, holding de um fundo do Pátria Investimentos, recebeu autorização regulatória para a compra de uma atacadista de insumos agrícolas com sede em Goiás, a Integra.

O negócio entre as empresas foi aprovado sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), de acordo com publicação no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

O fundo controlador da Produtec disse que a operação "representa uma oportunidade de expandir seus negócios no segmento de insumos agrícolas, atendendo às expectativas de seus investidores", segundo parecer do Cade.

A transação segue-se a transação em março na qual outra empresa controlada pelo Pátria também por meio da Terraverde, a Lavoro Agrocomercial, teve aval para aquisição de um negócio de venda de semementes, fertilizantes e defensivos agrícolas, a Central Agrícola, com sede em Rondônia.

Já a Integra tem atuação voltada ao comércio atacadista de defensivos agrícolas, adubos, fertilizantes e corretivos do solo, com praticamente todo o faturamento proveniente de vendas em Goiás.

Ao final da operação, a Produtec passará a deter a totalidade do capital da Integra, conforme apontado pelas empresas ao Cade. Os documentos não citam valores do negócio.

Vale afirma que ainda não tem decisão sobre retomada de dividendos

SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale afirmou que ainda não tem decisão sobre a retomada do pagamento de dividendos a acionistas, suspensos desde o desastre de Brumadinho (MG) no ano passado, em comunicado ao mercado nesta quinta-feira após reportagem sobre o tema na mídia.

O jornal Valor Econômico publicou nesta quinta-feira, com informação de fonte anônima, que um comitê ligado ao conselho da Vale estaria discutindo o assunto, que poderia ser levado para apreciação em colegiado na próxima semana.

Na sequência, a Vale divulgou comunicado no qual afirmou que "assuntos financeiros e sobre alocação de capital são constantemente discutidos" em seus órgãos de governança.

"Até o momento, não há deliberação sobre a retomada da política de remuneração aos acionistas", disse a empresa.

No início do mês, o CFO da companhia, Luciano Siani, havia dito que Vale encontrava-se apta para retomar a política de pagamento de dividendos e, para tanto, dependeria apenas da redução de incertezas relacionadas à pandemia do coronavírus.

Refinarias na China têm produção recorde em junho com recuperação na demanda

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - O processamento diário de petróleo por refinarias na China em junho cresceu 9% na comparação com mesmo mês do ano anterior, tocando o maior nível já registrado, à medida que refinarias elevaram atividades em meio a boas margens e a uma recuperação na demanda por gasolina e diesel.

A China processou 57,87 milhões de toneladas de petróleo no mês passado, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas nesta quinta-feira, o equivalente a cerca de 14,08 milhões de barris por dia (bpd). Isso ficou acima dos 13,68 milhões de bpd em maio e superou um recorde anterior de dezembro passado.

No primeiro semestre, o processamento totalizou 319,09 milhões de toneladas, o equivalente a cerca de 12,8 milhões de bpd, alta de 0,6% ante mesmo período do ano passado.

As refinarias aumentaram o processamento no segundo trimestre, com um início de recuperação na demanda doméstica por combustíveis, após fortes cortes de produção em fevereiro e março, quando a epidemia de coronavírus teve seu pico na China.

"O processamento das refinarias foi elevado em junho porque tanto as refinarias estatais quanto as independentes maximizaram as taxas de utilização para capitalizar as boas margens", disse o consultor Chen Jiyao, da FGE, antes da divulgação dos números.

Os dados oficiais também mostraram que a produção de petróleo da China avançou 0,7% em junho na comparação anual, para 3,95 milhões de bpd. Entre janeiro e junho, a alta foi de 1,7% na comparação anual.

A produção de gás natural avançou 11,3% ano a ano e acumulava incremento de 10,3% no primeiro semestre.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário