Ibovespa oscila sem viés claro com EUA e feriados no radar

Publicado em 04/09/2020 11:27 29 exibições

 A bolsa paulista mostrava indefinição nesta sexta-feira, em sessão marcada por dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos e com agentes financeiros atentos a Wall Street após o 'sell-off' da véspera em Nova York.

Às 11:11, o Ibovespa caía 0,15 %, a 100.570,88 pontos, já tendo oscilado da máxima de 101.469,47 pontos à mínima de 100.281,40 pontos.

Nesta véspera de fim de semana prolongado, com feriados no Brasil (Dia da Independência) e nos EUA (Labor Day) na segunda-feira, o volume financeiro somava 4,9 bilhões de reais

O Departamento do Trabalho norte-americano divulgou a criação de 1,371 milhão de vagas fora do setor agrícola no mês passado, ante expectativa de 1,4 milhão de postos. A taxa de desemprego caiu a 8,4%, ante previsão de 9,8%.

Na visão do estrategista-chefe do banco digital modalmais, Felipe Sichel, o relatório traz informações positivas para a recuperação do mercado de trabalho nos EUA.

"A recuperação não foi afetada pelo surto de Covid-10 no 'sunbelt'. Por outro lado, teremos de monitorar as contratações no setor público que devem sofrer redução uma vez o efeito temporário do censo tenha passado", afirmou.

Em Wall Street, o S&P 500 abriu em alta, mas abandonou os ganhos e mostrava variação negativa de 0,6%.

A sessão é a última com o Ibovespa na sua composição atual. A partir de terça-feira, ele passa a incluir também os papéis da Eztec e da Petrorio.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,92%, com bancos de novo entre as maiores contribuições positivas do Ibovespa. BRADESCO PN tinha alta de 1,23% e BANCO DO BRASIL ON ganhava 0,83%.

- GOL PN e AZUL PN avançavam 1,3% e 1%, respectivamente, beneficiadas pela queda do dólar em relação ao real combinada com o declínio do petróleo.

- PETROBRAS PN recuava 0,83%, em nova sessão de queda dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent registrava declínio de mais de 1%.

- MAGAZINE LUIZA ON mudava o sinal e caía 4,33%, tendo ainda no radar compra do aplicativo AiQFome, enquanto B2W ON recuava 5,39% e VIA VAREJO ON perdia 5,47%, mesmo após fortes baixas na véspera.

- VALE ON tinha acréscimo de 0,19%, em sessão mista no setor de mineração e siderurgia, com GERDAU PN, USIMINAS PNA e CSN em baixa.

- TOTVS ON recuava 2,74%, tendo de pano de fundo a disputa envolvendo a aquisição da Linx, que fechou acordo vinculante com StoneCo. LINX ON caía 3,27% e, em Nova York, STONECO subia 0,83%.

- SUZANO ON tinha estabilidade, em meio à queda do dólar e também anúncio de que a BNDESPar avalia a venda de até toda a fatia de 11% que detém na companhia. No setor, KLABIN UNIT perdia 0,16%.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário