Mercados europeus fecham em baixa após declarações do Fed ampliarem perdas

Publicado em 18/06/2021 17:29 43 exibições

LOGO REUTERS

Por Sagarika Jaisinghani e Ambar Warrick

(Reuters) - As perdas nas ações de bancos e de energia foram exacerbadas por declarações "hawkish" de uma autoridade do Federal Reserve nesta sexta-feira, levando o índice STOXX 600 a interromper série de quatro semanas de ganhos diante dos temores de aperto monetário nos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,61%, a 1.745 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,58%, a 452 pontos, em seu pior dia em cinco semanas, com as ações de bancos e energia liderando as quedas.

O STOXX 600 registrou recuo de 1,2% nesta semana.

O setor bancário, que normalmente vai bem quando os juros estão altos, despencou quase 3% uma vez que os temores sobre uma eventual redução da liquidez levaram os investidores a realizar ganhos recentes.

O presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, disse que o Fed pode começar a apertar os juros já no final de 2022, chamando o movimento de resposta natural ao crescimento econômico e, em particular, à inflação, que vem se movendo mais rápido do que o esperado com a reabertura da economia.

As declarações dele foram feitas depois que o Fed sinalizou inclinação "hawkish" esta semana, o que prejudicou mercados voltados para o risco.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,90%, a 7.017 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,78%, a 15.448 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,46%, a 6.569 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,93%, a 25.218 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,80%, a 9.030 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,28%, a 5.063 pontos.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário