MERCADO FINANCEIRO: Dados fracos da China e alerta sobre nota da França pesam sobre negócios nesta terça-feira

Publicado em 18/10/2011 09:50 313 exibições
O mercado financeiro enfrenta mais um dia de dificuldades nesta terça-feira. As bolsas asiáticas fecharam as negociações em queda e, na Europa, as bolsas e o euro também caem. O tom pessimista de hoje é reflexo dos dados fracos sobre a economia da China e de mais notícias negativas vindas da Europa.

Na nação asiática, o crescimento econômico reportado ficou ligeiramente mais lento do que o esperado e do que o previsto no terceiro trimestre.

De acordo com a análise feita em uma notícia da agência Reuters, embora não tenham aumentado muito os temores de uma desaceleração brusca na China, os números fizeram investidores realizar lucros registrados na semana passada, quando o fundo soberano do país impulsionou o mercado ao comprar ações de seus quatro maiores bancos.

Na Europa, quem preocupa agora é a França. Nesta segunda-feira, a agência Moody's alertou para uma possível perspectiva negativa para a nota de crédito do país e isso acabou pesando sobre os mercados.

Veja o que dizem os principais veículos de comunicação sobre o mercado financeiro nesta terça-feira:
(clique nos títulos para ler as notícias na íntegra)

>> Na Folha: Europa e PIB da China pressionam e Bolsas da Ásia recuam

As Bolsas de Valores asiáticas fecharam em baixa nesta terça-feira, depois que a Alemanha minimizou esperanças de que haja uma solução rápida para a crise de dívida da Europa, enquanto dados mostraram que o crescimento econômico da China desacelerou ligeiramente mais que o previsto no terceiro trimestre.

Também pesava sobre os mercados o alerta da Moody's de que a nota da França pode receber perspectiva negativa nos próximos três meses se os custos para socorrer os bancos e outros países da zona do euro for muito grande.

>> Na Reuters: Bolsas asiáticas fecham em queda por Europa e PIB da China

As bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta terça-feira, depois que a Alemanha minimizou esperanças de que haja uma solução rápida para a crise de dívida da Europa, enquanto dados mostraram que o crescimento econômico da China desacelerou ligeiramente mais que o previsto no terceiro trimestre. Em Tóquio, o índice Nikkei fechou em baixa de 1,55%, após bater a máxima em seis semanas no pregão anterior.

Também pesava sobre os mercados o alerta da Moody's de que a nota da França pode receber perspectiva negativa nos próximos três meses se os custos para socorrer os bancos e outros países da zona do euro for muito grande. As ações chinesas listadas em Hong Kong desabaram cerca de 5% após Pequim ter anunciado que a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) desacelerou a 9,1% entre julho e setembro, ante previsões de 9,2%.

>> No Estadão: Bolsas na Europa e euro caem após dados fracos e alerta sobre a França

As bolsas europeias e o euro operam em baixa, com alguns dos principais índices de ações apresentando quedas de mais de 1%, depois de um indicador ruim sobre o sentimento econômico na Alemanha agravar o clima pessimista dos mercados. O dia já havia começado mal em razão de dados fracos sobre a economia da China e de um alerta feito ontem pela Moody’s sobre a França.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário