União Europeia conclui pacote de medidas para contenção da crise

Publicado em 27/10/2011 07:49 533 exibições
Líderes europeus, após 10 horas de negociação, concretizam medidas para controlar a expansão da crise na Zona do Euro. Expectativa é bastante otimista.
Após 10 horas de negociações, a União Europeia enfim encontrou um consenso e concluiu um pacote de medidas para conter a crise na Zona do Euro que já ameaçava a economia mundial.

Uma das principais resoluções foi o anulação da dívida da Grécia em 50%, de 350 bilhões para 100 bilhões de euros. Até 2020, a dívida grega será reduzida para 120% do PIB. Como noticia o site do Valor Econômico, um programa de 100 bilhões de euros da União Europeia e do FMI (Fundo Monetário Internacional) será implementado no país até o final do ano.

Sobre o O Fundo Europeu de Estabilidade Financeira, o EFSF, foi apresentado um acordo para multiplicar o poder do fundo em cinco vezes. Com isso, o valor do fundo pode chegar a 1 trilhão de euros.

Um acordo para possibilitar a recapitalização dos bancos também foi finalizado ontem. Até junho do ano que vem, os bancos terão que alcançar um nível de 9% de capital de melhor qualidade. Frente a essa exigência a necessidade da recapitalização é estimada em 106 bilhões de euros.

A chanceler alemã Angela Merkel se mostrou bastante confiante e satisfeita com as medidas tomadas, como mostra uma notícia no site do Estado de S.Paulo. "Nós fechamos um acordo sobre um pacote abrangente que consiste em cinco elementos. Esses elementos são: esforços a serem feitos pelos Estados-membros para colocar seus orçamentos em ordem, uma solução sustentável para a Grécia, o aperfeiçoamento do fundo de resgate da zona do euro, a recapitalização bancária e, finalmente, o fortalecimento do regime de estabilidade da moeda do bloco", anunciou Merkel.

Com informações do Valor Online, Folha e Estadão.

Veja a repercussão do pacotes de medidas para a contenção da crise da Zona do Euro nos demais veículos de comunicação:
(clique nos títulos para ler as notícias na íntegra)

>> No Valor: Líderes europeus fecham pacote contra a crise financeira

A zona do euro tem enfim um pacote para conter sua dramática crise que tambem ameaça a economia mundial. Os lideres da zona do euro anunciaram um acordo às 4h da manhã (horário local), após 10 horas de negociações. Para isso, tiveram que dar um ultimato aos bancos: ou aceitavam anular em 50% a dívida da Grécia ou eles deixariam Atenas anunciar o ‘calote’. Os banqueiros não demoraram nem uma hora para voltar aceitando o ultimato.

>> No Estadão: Dívida da Grécia é reduzida pela metade

A zona do euro chegou a um acordo com os credores privados da Grécia para uma baixa contábil de 50% em seus títulos da dívida do governo grego. Também foi acordado que o mecanismo de resgate do euro será alavancado em até cinco vezes, disse hoje o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy.

>> Na Folha: Zona do euro fecha acordo para perdoar 50% das dívidas gregas

Os líderes europeus finalmente acordaram seu plano para enfrentar a crise mais grave da história do euro, ao pactuar o perdão de 50% da dívida grega, reforçar o fundo de resgate com 1 trilhão de euros e recapitalizar os bancos.

>> Na Reuters: Zona do euro concorda em alavancar fundo de resgate da região

A zona do euro objetiva alavancar o fundo de resgate da região (European Financial Stability Facility, EFSF, na sigla em inglês) de 440 bilhões de euros, em "várias vezes", mas ministros das Finanças somente fecharão os detalhes de como isso ocorrerá em novembro, segundo o esboço do comunicado que será divulgado após o encontro desta quarta-feira.

O comunicado, obtido pela Reuters, informa que duas opções estão sendo consideradas para a alavancagem: uma envolvendo garantias de risco e outra por meio de um veículo especial de investimento. O esboço traz ainda que ambos os modelos podem ser desenvolvidos simultaneamente.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário