Referendo cancelado na Grécia. Mercado financeiro reage bem

Publicado em 04/11/2011 09:45 420 exibições
A esperança parece ter voltado ao mercado financeiro e os negócios pelo mundo já refletem esse tom mais otimista do cenário macroeconômico. As principais bolsas asiáticas fecharam a semana em alta e as europeias também avançam nesta sexta-feira.

A boa notícia da vez é de que a Grécia não levará a frente a ideia do referendo que colocaria em votação o plano de resgate oferecido pela União Europeia. O anúncio oficial foi feito nesta sexta-feira pelo ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos.

“As consequências da saga sobre o referendo grego aumentaram dramaticamente as chances de Papandreou não ganhar um voto de confiança hoje”, afirmaram analistas do ING sobre a votação de uma moção de confiança que acontece por volta das 20h (horário de Brasília), ao jornal Estado de S. Paulo.

Mas, a incerteza ainda não se dissipou completamente e a cautela segue ditando o ritmo dos mercados. Um dos motivos é essa votação que acontece hoje na Grécia, além da espera por resultados da reunião da cúpula do G-20, que termina hoje, em Cannes.

Além disso, sobre a renúncia do primeiro ministro da Grécia ainda não há nada confirmado. George Papandreou apenas afirmou que "não está preso a sua posição, mas está mais interessado em salvar o país", como noticiou a agência AFP.

Veja o comportamento do mercado financeiro nesta sexta-feira noticiado pelos principais veículos de comunicação:

>> Na AFP: Grécia abandona oficialmente projeto de referendo

A Grécia abandonou oficialmente seu projeto de convocar um referendo sobre o resgate acordado pela zona do euro, anunciou nesta sexta-feira o ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos, aos seus colegas europeus. Venizelos indicou em um comunicado que informou ao comissário europeu de Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, ao ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schuble, e ao chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, "a decisão da Grécia de não realizar um referendo".

>> No Estadão: Bolsas na Europa sobem com cautela antes de voto na Grécia

As bolsas europeias operam com leve alta, animadas pela decisão do primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, de desistir de um referendo sobre o pacote de resgate financeiro oferecido ao país. No entanto, ainda existe cautela entre os investidores, já que o premiê grego enfrentará hoje a votação de uma moção de confiança, às 20h (de Brasília).

O otimismo também vai sendo contido pela espera dos resultados da cúpula do G-20, que termina hoje em Cannes, na França.

>> No Valor: Grécia e juro europeu mexem com bolsas da Ásia; Tóquio fecha em alta

Os mercados asiáticos terminaram a jornada com ganhos, com os acontecimentos na Europa no centro das atenções. Os investidores consideraram o corte na taxa de juro da zona do euro, de 1,5% para 1,25%, e a situação da Grécia.

O primeiro-ministro grego George Papandreou enfrenta nesta sexta-feira uma moção de confiança. Ontem, ele alertou que a Grécia não pode ter um vácuo político nesse momento crítico e que seria uma irresponsabilidade do governo renunciar.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário