Financeiro: Após dia de euforia, negócios são guiados pela cautela

Publicado em 01/12/2011 10:24 e atualizado em 01/12/2011 13:33 268 exibições
Depois da euforia que tomou conta do mercado financeiro ontem, hoje o dia é de cautela. Porém, o sistema ainda reage positivamente às notícias de que as principais autoridades monetárias mundiais, que se reuniram nesta quarta-feira, vão facilitar o crédito entre os países e trazer mais liquidez ao mercado.

Além disso, nesta quinta-feira, o novo presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, como noticiou a agência Reuters, sinalizou que está disposto a assumir uma ação mais forte para combater a crise da dívida da Europa.

"Acredito que o que nossa união econômica e monetária precisa é de um novo pacto fiscal -um restabelecimento fundamental das regras fiscais juntamente com os compromissos fiscais mútuos que os governos da zona do euro fizeram", afirmou o presidente do BCE no Parlamento Europeu.

A Espanha registrou uma boa demanda em um leilão de títulos soberanos, arrecando cerca de 3,75 bilhões de euros. Outra notícia que animou o mercado nos negócios de hoje.

Diante desse cenário, as bolsas asiáticas fecharam o dia em alta, e as europeias chegaram a operar em alta, porém, voltaram a recuar, apoiadas pela cautela dos investidores. Afinal, o que vem sendo apresentado são apenas medidas que poderiam conter a crise, ou pelo menos seu agravamento. No entanto, a necessidade do mercado é de soluções concretas, resultados efetivos que sinalizem, de fato, uma melhora.

Com isso, o dólar continua recuando, ampliando as perdas de ontem.

Veja como os principais veículos de comunicação estão noticiando o comportamento do mercado nesta quinta-feira:
(Clique nos links para ler as notícias na íntegra)

No Estadão:

>> Alemanha proporá corte da meta déficit orçamento a 2% do PIB, diz jornal

O Ministério de Economia da Alemanha vai propor a redução da meta para o déficit orçamentário nos países da zona do euro para 2% do PIB, dos atuais 3%, segundo noticiou hoje o jornal alemão Die Welt, citando um documento estratégico ao qual teve acesso.

>> BCE sinaliza ação se zona do euro adotar pacto fiscal

O novo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, sinalizou nesta quinta-feira que está disposto a adotar uma ação mais forte para combater a crise da dívida da Europa se os líderes políticos concordarem na próxima semana em apertar mais os controles orçamentários nos 17 países da zona do euro.

No Valor:

>> Bolsas da Ásia repercutem ação coordenada de BCs e fecham em alta

Os participantes das bolsas da Ásia estenderam o bom humor registrado ontem nas demais praças acionárias diante da ação conjunta do Federal Reserve (Fed), Banco Central Europeu (BCE) e outros quatro bancos centrais para fornecer liquidez.

>> Leilões de títulos e atividade industrial mexem com negócios na Europa

Os mercados acionários da Europa operam sem rumo comum, um dia depois da animação com a ação coordenada de seis bancos centrais para fornecer mais liquidez ao sistema financeiro. Leilões de títulos soberanos e negociações para tentar resolver a crise europeia atraem as atenções nesta jornada.

Na Folha:

>> Dólar acentua queda e Bovespa sinaliza ganhos após medidas

O mercado brasileiro reage com otimismo às medidas de incentivo ao consumo anunciadas pelo governo nesta quinta-feira. O dólar, que já havia iniciado o pregão com queda ante o real, passou a recuar mais de 1%, enquanto o Ibovespa, principal índice de ações, sobe mais de 1%.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário