Soja: Corretora do PR estima safra para menos de 70 mi t

Publicado em 09/01/2012 06:50 e atualizado em 09/01/2012 12:46 1255 exibições
Uma das culturas mais atingidas com a seca no Sul do Brasil é a da soja. Por conta da falta de chuvas, a possibilidade de uma nova safra recorde na temporada 2011/12 já foi descartada diante de perdas que já se aproximam de 8% na colheita brasileira.

Por conta dessas condições climáticas desfavoráveis, a corretora Labhoro, com sede no Paraná, reduziu sua estimativa para a produção brasileira de soja para menos de 70 milhões de toneladas. "Nosso número inicial da safra brasileira era otimista, o que nos fez projetar um potencial de safra entre 74 a 75 milhões de toneladas. Hoje consideramos um potencial de perdas nos estados de Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e sul de Mato Grosso do Sul de 6 milhões de toneladas", disse a corretora Andrea Cordeiro.

Com essa redução, a nova projeção da Labhoro cairia para algo entre 68 e 69 milhões de toneladas ante a previsão oficial do ciclo anterior de 75,3 milhões de toneladas.

E a situação, de acordo com a corretora, ainda pode se agravar. Adriana, em uma entrevista à agência Reuters, afirmou que caso não chova "corretamente" nos próximos 15 dias, a safra poderá cair a 65 milhões de toneladas, a medida que o potencial de perdas aumenta com o alongamento da estiagem.

Para os próximos dias, a previsão é de que importantes regiões produtoras do Sul do Brasil recebam alguma chuva, porém, em pontos determinantes, essas precipitações não serão capazes de reverter as perdas mais severas.

Entre os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, as perdas nas lavouras de soja já são contabilizadas em 2,2 milhões de toneladas.

Com informações da Reuters

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário