Soja: Oil World reduz estimativas para safras do Brasil e da Argentina

Publicado em 18/01/2012 07:47 1466 exibições
A Oil World reduziu suas estimativas para as safras 2011/12 de soja do Brasil e da Argentina. Entre os dois países, o corte foi de 3,8 milhões de toneladas e é reflexo da forte estiagem que assola os dois grandes produtores da oleaginosa, os maiores depois dos Estados Unidos.

A projeção para a colheita argentina foi reduzida de 52 milhões - estimadas em dezembro - para 50 milhões de toneladas. Mesmo com o corte, o estimado ainda é maior do que a produção recorde de 49,2 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior.

Porém, a Oil World disse ainda que "é questionável se a queda da safra de soja argentina abaixo das 49,2 milhões de toneladas do ano passado pode ser evitada".

Para a safra brasileira, a estimativa foi reduzida de 72,8 milhões para 71 milhões de toneladas. No caso do Brasil, o declínio em relação à temporada anterior - 75,3 milhões de toneladas - é bem maior.

A consultoria alemã afirmou ainda que essa quebra na safra da América do Sul poderia reduzir as exportações de importantes produtores - como o Brasil e a Argentina - e estimular a demanda pela soja dos Estados Unidos. Por isso, disse não concordar com as estimativas maiores de estoques da oleaginosa norte-americana reportadas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no último dia 12 de janeiro.

"A demanda global para a soja dos EUA vai pegar ritmo nos próximos meses e aumentar mais ou menos em relação ao ano anterior, dependendo do tamanho das perdas da safra na América do Sul e da evolução dos preços", disse a consultoria.

Com informações da Oil World e da Reuters.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário