Chicago: Soja fecha segunda-feira com mais de 30 pontos de baixa

Publicado em 30/01/2012 14:03 e atualizado em 30/01/2012 17:28 1260 exibições
Nesta segunda-feira, os futuros da soja, do milho e do trigo estenderam as expressivas baixas registradas no pregão noturno para a sessão regular da Bolsa de Chicago, fechando o dia com expressivas baixas. O que pressionou as cotações foram as chuvas na América do Sul, o dólar em alta e o mau humor do mercado financeiro neste início de semana.

Segundo analistas ouvidos pela agência internacional Bloomberg, os preços recuarm na sessão de hoje por conta da previsão de chuvas para o Brasil e Argentina, as quais deverão aliviar a situação de déficit hídrico das lavouras.

O vice-presidente de pesquisa da corretora R.J. O'Brien, de Chicago, Richard Feltes afirma que as precipitações que devem chegar a pelo menos três quartos da produção argetina de soja e milho nesta semana e na próxima serão suficientes para melhorar as previsões para a colheita das duas commodities.

A seca que castigou as lavouras do Sul do Brasil e de importantes regiões produtoras da Argentina causou perdas irreversíveis em vários pontos. Como explicou o analista de mercado Flávio França, da agência Safras & Mercado, "chuvas daqui para frente estabilizam e impedem novas perdas".

Entretanto, apesar dessa forte baixa de hoje, França diz ainda que "o mercado internacional ainda não assimilou essas perdas, porque o quadro de abastecimento mundial mudou bastante", o que poderia voltar a oferecer suporte para os preços.

Mercado financeiro - O mercado financeiro seguindo por um viés negativo nesta segunda-feira também pesou sobre o mercado de grãos hoje.

As preocupações maiores continuam sendo com a situação da dívida da Zona do Euro, que permanece indefinida e sem medidas efetivas de contenção da crise.  Com isso, e com o dólar em alta, os investidores mostram-se mais avessos ao risco e acabam migrando de ativos mais arriscados como as commodities agrícolas.

Confira como ficaram as cotações no fechamento desta segunda-feira:

>> SOJA


>> MILHO


>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário