Oil World: China deve aumentar em 9,2% compras de oleaginosas na safra 11/12

Publicado em 07/02/2012 15:43 643 exibições
As importações de oleaginosas da China devem crescer 9,2% na temporada 2011/12, lideradas pelas compras de soja e colza, ao passo que o país procura compensar uma baixa em sua produção. As informações são do último comunicado da Oil World.
 
A projeção da consultoria alemã é de que as compras chinesas de oleaginosa cheguem a 59,1 milhões de toneladas nesta temporada, ante as 54,1 milhões importadas no ciclo anterior.

"A produção doméstica de oleaginosas vem registrando uma tendência de queda nos últimos anos como resultado de uma redução da área e de uma pequena ou quase nenhuma mudança na média de produtividade. Por isso, a demanda requer um aumento das importações chinesas", informou a Oil World.

A China é o maior importador mundial de soja, respondendo por 59% das importações globais da safra 2010/11, de acordo com números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). No ano passado, a produção chinesa de soja correspondeu a 5,7% da safra mundial da oleaginosa.

De acordo com a consultoria, a safra 2011/12 de soja da China está estimada em 13,6 milhões de toneladas,ante a projeção anterior de 14,9 milhões de toneladas. Já a colheita de canola deve ser de 11,6 milhões de toneladas, contra as 12,2 milhões projetadas anteriormente.

Delegação chinesa visita os Estados Unidos

O comunicado da Oil World divulgado nesta terça-feira ainda dizia que a dependência chinesa pela soja norte-americana deve aumentar em função da estiagem que provocou uma séria quebra na produção da América do Sul.

"É muito provável que se registrem compras adicionais de oleaginosas nas próximas semanas, até mesmo porque uma delegação do governo chinês está a caminho de uma visita aos Estados Unidos", informou a Oil World.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário