Em Chicago, boas altas do milho e do trigo limitaram queda da soja

Publicado em 12/03/2012 16:31 1107 exibições
Apesar de ensaiar uma ligeira recuperação ao longo da sessão regular desta segunda-feira, a soja não conseguiu se manter e acabou fechando o dia em queda na Bolsa de Chicago. Já o milho e o trigo ampliaram os ganhos e fecharam o pregão com boas altas. 

A falta de novidades fundamentais acabou tirando o direcionamento do mercado da soja e também o suporte. O impacto nos preços causado pela severa estiagem que castigou as lavouras da América do Sul já foram, quase que totalmente, absorvidos pelo mercado e agora são necessárias informações novas que possam trazer ao mercado uma faísca capaz de estimular novas e expressivas altas. 

De acordo com o analista de mercado da agência Safras & Mercado, Flávio França, os negócios agora devem buscar notícias sobre a demanda pela soja norte-americana e também sobre uma definição do plantio da safra 2012/13 nos EUA. "Esse mercado está buscando novidades, não tem um suporte assim de cara, como aconteceu com o milho e o trigo", explica França.

O que limitou parcialmente o recuo dos preços, no entanto, foi o bom desempenho dos mercados vizinhos. Nesta segunda-feira, os futuros do milho e do trigo encerraram os negócios acumulando ganhos de dois dígitos nos contratos mais próximos apoiando-se, principalmente, na demanda. 

Rumores vindos de Chicago de que a China estaria comprando milho dos Estados Unidos estão dando suporte ao mercado. A demanda, portanto, foi o principal fator de sustentação para os preços na sessão de hoje. 

Além disso, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou hoje seus números para os embarques semanais de soja, milho e trigo. Para a oleaginosa, os dados foram fracos e, por outro lado, vieram bastante positivos. Os números acabaram contribuindo para o direcionamento do mercado. 

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta segunda-feira:



Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    A combinação virtuosa de cbot preços e premiums firmes e o dolar forte, resulta no mesmo preço em reais de quando os preços de chicago estavam a dlrs 14,50 por bushel em setembro pp. Os atuais preços em reais se igualam aos preços do ano passado e de 2008, sendo o segundo maior preço em real da história e somente menor que os preços obtidos 2004, quando o dolar chegou alcançar 4,00:1. obrigado

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Produtores brasileiros negociaram mais de 1 milhão de tons de soja, o que limitou melhor desempenho nos precos de chicaqo. Foi uma realização de lucros de nossos produtores. produtores brasileiros e argentinos teem oferecido grande pressão de vendas nas ultimas 2 semanas e mesmo assim preços se manteem suportados, obrigado

    0