CBOT: Soja fecha terça-feira com expressiva alta

Publicado em 13/03/2012 16:44 e atualizado em 14/03/2012 07:24 2197 exibições
A terça-feira foi de forte recuperação para os preços da soja na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa encerraram a sessão regular de hoje com significativos avanços, com os contratos mais próximos registrando altas de dois dígitos. O vencimento maio, referência para a safra brasileira, fechou o dia cotado a US$ 13,48, subindo 13,25 pontos. 

Os recentes movimentos de realização de lucros acabaram atraindo os fundos de investimentos e especuladores de volta às compras, estimulando uma nova alta das cotações. Além disso, o mercado ainda encontrou suporte na demanda aquecida e na disputa por área para a próxima safra dos Estados Unidos. 

Analistas ouvidos pela agência Bloomberg afirmam que já existem especulações de que a China irá aumentar ainda mais suas compras de soja dos Estados Unidos por conta da quebra da produção na América do Sul.

Nesta terça-feira, a consultoria alemã Oil World divulgou um comunicado informando que os preços internacionais da soja devem subir ainda mais nos próximos meses. Segundo o analista Siegfried Falk, a restrição na oferta causada pela seca em importantes países produtores como o Brasil e a Argentina.

No milho, porém, os ganhos foram mais moderados, e o mercado do cereal encerrou a terça-feira em terreno misto. A alta foi registrada nos vencimentos mais próximos, enquanto os mais distantes recuaram.

Assim como no caso da soja, os futuros do cereal encontram sustentação na demanda chinesa. Há rumores de que as compras chinesas irão aumentar em função dos altos preços no mercado doméstico. 

Hoje, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou a venda de 240 mil toneladas de milho para destinos não revelados, com entrega para a safra 2011/12. 

O anúncio deu suporte ao preços, porém, as expectativas de aumento de área nos Estados Unidos para a temporada 2012/13 pressionaram as cotações. Agora, os agentes de mercado esperam a divulgação do relatório do dia 30 de março, que traz as intenções de plantio para o próximo ciclo. 

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta terça-feira:



Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário