Novas previsões de redução na safra de soja da América do Sul impulsionam mercado em Chicago

Publicado em 04/04/2012 14:11 1122 exibições
Após trabalhar com volatilidade no início do pregão regular desta quarta-feira, o mercado da soja virou e passou para o lado positivo da tabela. Por volta das 13h40 (horário de Brasília), os preços subiam mais de 10 pontos nos principais vencimentos.

Notícias de novas baixas nas safra do Brasil e da Argentina parecem ter criado uma nova faísca nos negócios depois da realização de lucros. Hoje, a consultoria Informa Economics reduziu sua projeção para a safra argentina de soja para 45 milhões de toneladas e a do Brasil para 66,5 milhões. Anteriormente, as estimativas eram de 47,5 milhões e 68 milhões de toneladas, respectivamente.  

o cenário fundamental positivo para os negócios. O momento é de demanda bastante aquecida, principalmente por parte da China, que esta semana já comprou mais 120 mil toneladas da oleaginosa dos EUA e pode aumentar seu esmagamento de soja este ano. 

Porém, essa demanda aquecida enfrenta tempos de oferta bastante restrita, com a quebra na produção da América do Sul, mais severamente no Brasil e na Argentina, e com a estimativa de redução na área destinada à soja nos Estados Unidos na safra 2012/13. 

Por isso, os investidores tentam manter a soja em alta, tornado-a mais atrativa com o objetivo de fazer com que a oleaginosa ainda ganhe algum espaço do milho nos EUA. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    sim ,Waldir,a noticia da bolsa saiu hoje,os argentinos já colheram 14% da área,porém a media por região não alterou,então refis meus calculos e na hipotese de continuarem nesta toada,e descontando 250000 ha q não serão colhidos,e tambem ponderando que a primeira safra representa 88% do total,e imaginando que não terão nehuma g eada ate fim de abril,para os 12% de soja de segunda que historicamente produzem 2000 Kg ha,depois de tudo o resultado foi um numero que não tenho coragem de colocar .mas é MUITO baixo.Veremos, até junho sai a conta incluindo Brasil e Paraguai.

    0
  • Waldir Sversutti Maringá - PR

    Devagarinho ela vai chegar lá, onde eu disse: 65 milhões de toneladas de ton de soja, nesta safra.

    Quanto à safra da Argentina, a empresa prevê 45 e a Bolsa de Buenos Aires, 42 milhões.

    Parece uma música antiga de uma famosa Banda/Conjunto de brasileiros:

    Poe devagar, poe devagarinho que é para não machucar !

    ws

    0
  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Esta INFORMA continua mal informada.Bom é saber que o mercado anda com informações atrazadas pois assim podemos saber pra onde andará.

    0