Informa Economics reduz estimativas para safras de soja do Brasil e da Argentina

Publicado em 04/05/2012 15:03 939 exibições
A consultoria Informa Economics voltou a reduzir sua estimativa para a safra de soja do Brasil e da Argentina. A projeção divulgada nesta sexta-feira (4) aponta a colheita brasileira em 66 milhões de toneladas. A estimativa anterior apontava 66,5 milhões de toneladas. 

Já para a produção argentina, a Informa estimou um volume de 40 milhões de toneladas. A projeção foi drasticamente em relação à anterior, que previa 45 milhões de toneladas. 

A principal razão para essas reduções é a forte seca causada pelo fenômeno climático La Niña que castigou severamente a produção dos dois principais importadores mundiais da oleaginosa depois dos Estados Unidos. 

Essa expressiva quebra na safra da América do Sul deu uma firme sustentação ao mercado internacional de soja, com os futuros da commodity chegando a ultrapassar os US$ 15 por bushel na Bolsa de Chicago. 

Além disso, o ajustado quadro de oferta e demanda deu margem ainda para o surgimento de boatos de que o Brasil começaria a restringir suas exportações, chegando a vetá-las para racionar o produto. Temendo a possibilidade de não haver mais soja para suprir a demanda até meados de julho, quando começa a entrar a nopva safra norte-americana, os preços começaram a construir um novo patamar de preços. 

No próximo dia 10 de maio, quinta-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga seu novo relatório de oferta e demanda e, segundo alguns analistas, a expectativa do mercado é de que instituição reporte uma agressiva redução em suas estimativas para os estoques da oleaginosa. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário