Financeiro positivo e clima adverso nos EUA estimulam alta dos grãos

Publicado em 18/06/2012 13:27 1231 exibições
Nesta segunda-feira, a soja iniciou a semana bastante positiva na Bolsa de Chicago. Na manhã de hoje, por volta das 8h30 (horário de Brasília), os preços subiam mais de 10 pontos nos principais vencimentos e ao longo dos negócios a oleaginosa ampliou seus ganhos. Às 12h15, os contratos trabalhavam com altas que se aproximavam dos 20 pontos. Milho e trigo também registram expressivas altas. 

O principal fator que estimula o avanço dos preços na sessão de hoje vem do mercado financeiro. Os negócios conseguiram tomar um fôlego depois do resultado das eleições presidenciais na Grécia, que foi favorável ao resgate da economia do país com a vitória do partido de centro-direita Nova Democracia. 

Por outro lado, os analistas e traders ainda não descartam a extrema necessidade de cautela e da possibilidade do contínuo aumento da aversão ao risco. O que aconteceu no último domingo é apenas um caminho para uma solução. No entanto, ainda há a preocupação com o delicado e frágil momento do sistema bancário da Espanha e o temor de que outras economias possam ser contagiadas pela crise, como a Itália, por exemplo. 

Além das perspectivas para o cenário financeiro serem mais positivas, a previsão para o clima nos Estados Unidos nos próximos dias também colaboram com a alta. Mapas climáticos indicam clima quente e seco, condições desfavoráveis para as lavouras que atuam como catalisadores para as altas registradas nesta segunda-feira. A previsão acaba oferecendo suporte não só para a soja, mas também para os mercados do milho e do trigo. 

No fim da tarde de hoje, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga mais um relatório semanal de acompanhamento de safra e os dados apresentados também devem contribuir para dar uma direção mais específica ao mercado. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário