Ainda de olho nas condições climáticas dos EUA, grãos seguem em alta na CBOT

Publicado em 13/07/2012 10:10 2357 exibições
Nesta sexta-feira (13), soja, milho e trigo dão continuidade aos ganhos registrados ontem na Bolsa de Chicago. A oleaginosa, por volta de 9h30 (horário de Brasília), sobe mais de 20 pontos nos principais vencimentos e o milho e o trigo mais de 14 e o principal fator de suporte para os grãos continua sendo o clima adverso nos Estados Unidos. O país sofre com a pior seca desde 1988. 

As lavouras norte-americanas seguem sofrendo com o calor intenso. De acordo com o Centro Nacional de Mitigação da Seca dos Estados Unidos, cerca de 63% da região Meio-Oeste do país estão sendo prejudicados pela estiagem. Há uma semana, esse índice era de 53%. 

Por conta desse tempo quente e seco, na última quarta-feira (11), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reduziu suas estimativas para a produção de soja e milho nos EUA, bem com a produtividade das duas culturas. Segundo analistas, os cortes feitos pelo órgão nesse boletim de julho foram históricos e acabarm surpreendendo o mercado. 

"Os operadores permanecem atentos às previsões do tempo sabendo que, no curto prazo, os modelos não indicam chuvas para as áreas mais vulneráveis. A perspectiva de rendimento permanece inevitavelmente penalizados pelas condições atuais nesta fase crítica de desenvolvimento", apontou uma nota da consultoria Agritel nesta sexta-feira. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • jorge casarin Santo Ângelo - RS

    Quando o fogo pega na barba do vizinho, ponha a tua de molho, já dizia o seu Carlos dos Santos, o eterno castelhano, agricultura de hoje só vai bem quando a do outro vai mal, sempre foi assim, nós e que esquecemos os acontecimentos passados, felicidade se a seca de la continuar por uns 5 meses, espero que aconteça.

    0