Soja: Mercado fecha semana com correção nos preços, mas ainda está sustentado

Publicado em 19/10/2012 17:14 1333 exibições
Nesta sexta-feira (19), a soja fechou a semana em território negativo na Bolsa de Chicago. O mercado, que teve uma sessão bastante volátil,  tirou o último pregão da semana para realizar lucros depois das expressivas altas registradas nesta quinta-feira (18), quando a oleaginosa encerrou com mais de 30 pontos positivos.

No entanto, apesar dessa realização, tida como um movimento normal, o mercado segue sustentado. A demanda segue bastante aquecida, as baixas estão sendo compradas e as condições climáticas já começam a preocupar no Brasil e na Argentina, como explicou Pedro Dejneka, analista de mercado da PHDerivativos. 

Segundo o analista, o mercado em Chicago já estaria precificando uma grande safra na América do Sul e, por isso, qualquer tipo de problema que possa reduzir essa produção influencia o mercado. "Esse é um fator para qual o mercado passa a dar muita atenção", diz. Paralelamente, Dejneka explica ainda que a demanda da China deve se manter ainda muito forte e aquecida, com as importações continuando bastante fortes. 

“O mercado está saindo de uma época em que estava muito preocupado em precificar uma safra norte-americana maior do que o esperado, e também estava sofrendo uma pressão especulativa por parte dos fundos e agora parece que está se acalmando”, diz Dejneka.

Com isso, a tendência agora é de que o mercado passe a dar mais atenções a esses fatores, focando, novamente, a relação de oferta e demanda. O quadro ainda é muito apertado e será necessário uma safra sulamericana muito boa para aliviar a situação. 

Porém, o analista reforça o "perigo" de os fundos especuladores entrarem no mercado vendendo, exagerando no movimento de baixa dos preços. Por outro lado, o mercado não pode subestimar a demanda e atraí-la ainda mais com baixas nas cotações. 

“O mercado está sustentado ainda podendo sofrer algumas pressões técnicas, mas se continuar o problema no clima na América do Sul, o mercado vai ter que precificar isso, e como consequência nas próximas semanas os preços podem aumentar”, disse. 

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta sexta-feira:



Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Estou a 23 dias em cascavel no Pr.posso assegurar que não choveu mais do que 30 mm neste período,o plantio está parando,porém 60 a70 % está no chão,o estoque de umidade no solo é muito baixo.

    0