China: Quebra na safra de soja pode aumentar demanda em até 10%

Publicado em 31/10/2012 11:01 1843 exibições
A safra 2012/13 de soja da China deverá ser reduzida para 9,8 milhões de toneladas por conta de uma forte estiagem que castigou a produção do país durante o verão, segundo informações do Ministério da Agricultura chinês.

De acordo com a entidade, a produtividade das lavouras de da nação asiática deverão ser de 1.693,5 quilos por hectare, cerca de 28,22 sacas/ha, com um recuo de 5,3% em relação aos rendimentos do ciclo anterior. Confirmada essa produtividade, o volume de soja produzido pela China seria um dos menores em três anos. 

Essa redução na colheita chinesa já sinaliza uma maior necessidade por parte da nação asiática da soja tanto dos Estados Unidos quanto da América do Sul, seus principais fornecedores. 

Estimativas do Ministério da Agricultura da China afirmam que as compras podem chegar ao recorde de 57,5 milhões de toneladas neste ano, um incremento de 9,3% se comparado às importações de 2011. 

Já no último relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o órgão projetou as importações chinesas próximas dos 61 milhões de toneladas para o próximo ano, sendo 3 milhões a mais do que o esperado para 2012.

Esse possível aumento da demanda já começa a impactar nos preços do mercado internacional. Segundo explicou Bruno Perottoni, analista da Terra Investimentos, o humor do mercado começou a mudar depois dos dados do Ministério da Agricultura da China e fez com que as expectativas começassem a ser revistas. 

Além disso, informações vindas do mercado financeiro com o FMI e o Banco Mundial falando que a China deverá voltar a crescer daqui para frente também reforça esses rumores de um aumento das compras, estimado em algo entre 9 e 10%. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Que grande lição oferece o governo chinês divulgando corretamente seus números de safras, mesmo que seja em detrimento de seus interesses, como muitos pensariam. Ninguem comenta que nos últimos anos, desde 2006 e principalmente a partir de 2008, a china valorizou sua moeda (renminbi ou yuan) em 25pct o que torna as importações mais competitivas ou mais barata para as industrias importadoras. A bom entendedor, meia palavra basta ! abraços

    0
  • José Roberto de Menezes Londrina - PR

    Os primeiros 45 dias da safra brasileira de soja 2012/13 são no mínimo preocupantes. Fatores que podem frustrar a produção de soja.

    1. As Condições climáticas estão adversas.

    2. Alta incidência de praga.

    3. Aumento do uso de cultivares precoces com baixo desempenho produtivo em condições de adversidades climáticas.

    4. Alta incidência de ferrugem nos plantios de novembro e dezembro.

    5. Baixa eficiência do controle químico de lagartas. Não existe inseticida eficiente. Os prejuízos causados pelas pragas e os aumentos dos custos dos inseticidas indicam que a agropecuária não aceita a proibição de tecnologia. Os resultados iniciais mostram que foi um grande erro econômico, ambiental e social atrasar o uso da soja Intacta.

    0