Publicidade

Com queda do dolar, soja devolve os ganhos nesta sexta-feira

Publicado em 01/11/2012 16:34 e atualizado em 02/11/2012 16:23 1529 exibições
Depois de ter registrado 3 dias de fortes altas em Chicago, a sexta-feira foi marcada com recuo de 30 pontos na CBOT em funcao da subida do dolar. A incerteza do mercado financeiro pesou sobre o mercado.No Brasil, com o feriado de finados, nao houve negociacao. Acompanhe abaixo as noticias da quinta-feira:

"Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago encerraram a sessão desta quinta-feira (1) com altas de dois dígitos, somando pouco mais de 10 pontos positivos nos principais vencimentos. O trigo também fechou do lado positivo da tabela, mas o milho, por outro lado, encerrou o dia no negativo.

A soja registrou o terceiro dia consecutivo de altas em Chicago em função, principalmente, segundo analistas, de movimentos técnicos e de uma demanda ainda muito aquecida para a oleaginosa. As baixas dos últimos dias estimulou a volta dos investidores às compras e isso tem permitido uma recuperação dos preços. Os fundos têm voltado a ocupar importantes e expressivas posições no mercado e isso dá sustentação aos negócios. 

O mercado conta com informações de que uma possível quebra da safra de soja da China poderia aumentar as importações da nação asiática em até 10%, fazendo com que as compras atinjam níveis recordes em 2012. Uma colheita menor faria com que os compradores chineses tivessem que recorrer a seus principais fornecedores que são os Estados Undios, Brasil e Argentina. Paralelamente, há ainda informações de que a economia da China já começa a dar sinais de melhora e isso também estimula as expectativas de um aumento das compras da oleaginosa.

Além da demanda aquecida, que já é conhecida pelo mercado, o clima adverso na América do Sul também contribui para o tom altista do mercado, já que a safra sulamericana é esperada pelo mercado com muita ansiedade. 

No Brasil, há falta de chuvas no Centro-Oeste do país e excesso no Sul, importantes regiões produtoras de grãos. Na Argentina, os campos também têm recebido chuvas acima das médias históricas , o que acaba atrasando o plantio da soja. "Os atrasos do plantio na Argentina são uma preocupação crescente e levam os consumidores a irem às compras frente a um possível agravamento da situação", disse Mark Schultz, analista de mercado da norte-americana Northstar Commodity Investment Co. 

O mercado financeiro positivo, que reduz a aversão ao risco por parte dos investidores, também contribuem para a alta dos preços. 

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta quinta-feira (31):



Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário