CBOT: Mercado opera sob expectativas e soja registra ligeira queda

Publicado em 07/11/2012 09:55 e atualizado em 07/11/2012 14:40 694 exibições
O mercado internacional de soja opera sem direção definida nesta quarta-feira (7), com as principais posições operando próximas da estabilidade na Bolsa de Chicago. 

Os negócios se mostram mais "mornos" na sessão de hoje com os investidores ainda operando sob expectativas. Por volta das 10h30 (horário de Brasília), as cotações recuavam pouco mais de 2 pontos e, mais cedo, operavam em campo misto. 

A espera pelos novos números de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga nesta sexta-feira (9) faz com que os participantes do mercado busquem um melhor posicionamento e, portanto, operam na defensiva. Com isso, os fundos não assumem nem posições compradas ou vendidas. 

Além disso, a proximidade da conclusão da colheita da safra 2012/13 nos Estados Unidos também contribui para tirar a direção do mercado. "Nessa época do ano, Chicago tende a ficar mais morno, até porque agora, principalmente a partir de dezembro, as atenções começam a se voltar o hemisfério Sul, para os acontecimentos no Brasil e na Argentina", disse Anderson Galvão, diretor da Céleres Consultoria. 

Galvão explica que as expectativas de que o plantio de soja no Brasil começassem mais cedo, em função de condições climáticas favoráveis, não se confirmaram e os trabalhos de campo evoluem com ligeiro atraso em relação às condições normais. 

"Pensando especificamente na safra da soja, eu diria que a situação ainda não é preocupante, uma vez que a cultura tem uma janela de plantio bastante extensa. A preocupação maior acaba acontecendo em função do potencial do milho inverno a partir de janeiro do ano que vem", explicou o executivo. 

Veja o que Anderson Galvão fala sobre o andamento do mercado e também sobre a evolução da safra 2012/13 na América do Sul:

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário