Publicidade

Demanda firme estimula recuperação da soja em Chicago nesta quarta

Publicado em 14/11/2012 09:26 816 exibições
A soja sobe pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago e exibe uma recuperação técnica nesta quarta-feira (14). O foco do mercado, pós pressão vinda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), é a demanda ainda muito aquecida pelo produto dos EUA. 

Depois da forte liquidação dos últimos dias, o mercado, como explicou o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, teria encontrado seu nível de suporte na faixa dos US$ 14 para o novembro, o mês disponível. Com isso, o mercado enxerga que a soja estaria "muito barata", o que permite essa recuperação dos preços, já que estimula a demanda. 

Nesta terça-feira (13), o USDA divulgou seu relatório de inspeções semanais reportando um expressivo aumento dos embarques de soja na semana encerrada no último dia 8. O volume embarcado foi de 1,74 milhões de toneladas enquanto, na semana anterior, foi de 1,63 milhão. Os dados mostraram também que os embarques do acumulado deste ano-safra também estão bem acima do registrado na temporada anterior.

"Os Estados Unidos já estão com a comercialização da soja desta safra bastante adiantada e vai ter pouca oferta nas próximas semanas, e isso faz com que se desperte um olhar de alta nesse momento", explicou Brandalizze. 

As projeções de consultorias internacionais, como disse o consultor, já indicam um aumento da procura por soja principalmente por parte de países emergentes como a China, maior consumidor mundial da oleaginosa, a Índia. Nem mesmo uma possível desaceleração no crescimento econômico estaria reduzindo a demanda destas nações por alimentos, o que  também acaba sendo um fator altista para o mercado. 

Veja mais informações sobre o andamento do mercado na entrevista de Vlamir Brandalizze:

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário