Publicidade

Em Chicago, soja tenta se recuperar neste início de semana

Publicado em 19/11/2012 09:22 e atualizado em 19/11/2012 09:58 826 exibições
Nesta segunda-feira (19), os futuros dos grãos negociados na Bolsa de Chicago operam do lado positivo da tabela. Quem lidera os ganhos é a soja, que, por volta das 10h (horário de Brasília) que registrava altas de dois dígitos nos principais vencimentos, os quais, entretanto, ainda estão abaixo dos US$ 14 por bushel. Milho e trigo também trabalham no azul. 

Na sessão de hoje, os preços exibem mais um dia de recuperação técnica depois do recuo da última sexta-feira (16). Segundo Camilo Motter, economista da Granoeste Corretora, a tendência para os próximos dias será de estabilidade para a alta, já que o mercado já teria recuado mais do que o esperado. 

"Nós vinhamos com uma pressão nos preços muito forte nas última duas semanas - nesses dois meses desde o começo de setembro quando atingimos o pico já perdemos cerca de 23 a 25% daqueles preços. Portanto, diante do cenário total, já se imagina que a soja cedeu muito mais do que se esperava", explicou Motter. 

Entretanto, apesar dessas altas, o foco do mercado se volta cada vez mais o andamento da safra 2012/13 na América do Sul. As condições climáticas, principalmente no Brasil, são muito favoráveis, os trabalhos de campo evoluem bem e isso já exerce alguma pressão nos preços da soja negociada em Chicago. 

Ainda segundo o economista, as altas que poderão ser vistas daqui em diante tendem a ser pontuais e meramente técnicas, e não baseadas em fundamentos. No quadro fundamental, há boas expectativas para a colheita sulamericana e uma certa acomodação da demanda física de produto, além de uma piora do cenário político e financeiro mundial. 

"Neste momento, com estes fatores estabelecidos e precificados, volta a questão técnica que está falando mais alto neste início de semana, e conta do lado positivo. A soja que perdeu o maior percentual do seu valor nas últimas duas semanas, entre os grãos negociados em Chicago, hoje lidera os ganhos e puxa os demais produtos (milho e trigo)", disse Motter. 

Veja mais informações sobre o andamento do mercado na entrevista de Camilo Motter:

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Previsível - o mercado historicamente smpre sobe antes e depois do ´dia de ação de graças` (22/nov).

    0