Grãos operam com leve baixa em Chicago na manhã desta 5ª feira

Publicado em 04/04/2013 07:45 e atualizado em 04/04/2013 09:43 1374 exibições
Nesta quinta-feira (4), os preços da soja seguem recuando na Bolsa de Chicago. O mercado opera com leves perdas e dá continuidade ao recuo de ontem, que foi de mais de 15 pontos nos principais vencimentos. Por volta das 9h30 (horário de Brasília), as cotações perdiam pouco mais de 2,75 pontos. 

Analistas internacionais afirmam que uma possível nova epidemia de gripe aviária na China estaria assustando os investidores, que optam por reduzir seu risco, deixando algumas posições. Além disso, o mercado ainda sente a pressão dos últimos números trazidos pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

Os mercados do milho e do trigo também operam no vermelho nesta quinta-feira, com as posições mais negociadas perdendo pouco mais de 4 pontos.

Veja como terminou o mercado nesta quarta-feira (3):

CBOT: Soja volta a cair e fecha o dia com mais de 10 pts de queda

Os preços da soja voltaram a desabar na Bolsa de Chicago nesta quarta-feira (2) e fecharam com mais de 10 pontos nas posições mais negociadas. Segundo analistas, as cotações alcançaram nesta sessão os menores valores em 12 semanas, registrando o menor patamar desde o início de janeiro.  

O mercado ainda sente o impacto dos últimos números divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que trouxeram os estoques de soja maiores do que as expectativas. Além disso, há ainda a entrada da safra brasileira no mercado, apesar da lentidão em função da logística ineficiente que causa atraso dos embarques. 

Outro fator que pesa sobre os preços na sessão desta quarta-feira é a notícia de gripe aviária na China. Uma possível epidemia de um novo tipo de gripe aviária assusta a população chinesa e a doença já causou uma morte. Frente a isso, o temor é de que a nação asiática possa reduzir seu consumo de proteína animal. A notícia espanta o mercado e estimula os movimentos de venda por parte dos investidores, pressionando as cotações em Chicago. 

"A venda na soja Chicago é forte e, bem provavelmente, exagerada. Mas, até que o mercado se acalme, os preços estão suscetíveis, de olho nos níveis técnicos", diz Pedro Dejneka, analista de mercado da PHDerivativos. Dejneka diz ainda que com o feriado que há na China nessa semana, os participantes do mercado reduzem ainda mais sua aversão ao risco. 

Análise Técnica - Segundo Antonio Domiciano, gestor da SmartQuant Investimentos, tecnicamente a soja já perdeu o suporte dos US$ 14 e abaixo disso a tendência é de que os preços caiam ainda mais. No entanto, o que tira um direcionamento mais definido do mercado é uma "briga" entre compradores e vendedores para confirmar a perda desse patamar. "Uma vez confirmada essa perda, projetam-se novas perdas", afirma Domiciano. 

Frente a esse cenário técnico, a atenção se volta para essas novas perspectivas de queda para a soja de aproximadamente 5 a 8% nas próximas. Por outro lado, caso a oleaginosa consiga voltar a trabalhar acima dos US$ 14, a tendência é de que o mercado suba novamente. "Nesse momento, há um processo de definição para iniciar um processo de queda", afirma o gestor em sua análise técnica sobre o mercado.

Por outro lado, analistas afirmam ainda que os fundamentos do mercado de soja permanecem os mesmos e positivos. A demanda mundial é muito grande e a oferta, apesar dos grandes números reportados pelo USDA, ainda se mostra muito apertada, quadro que poderia voltar ao foco e conferir suporte aos preços. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • marco possenti melnek san albero paraguay - PR

    Com gripe o cei gripe o povo tei que come. Interesante so aparece gripe aviaria. Mau da vaca louca cuando temos que vende nosos produtos. Interesante os insumos agricolas nao baixan.com esas notisias.ne como pode. So ta faltando.xamao agricultor de palhaso porque de bandido ja e xamado.

    0
  • marco possenti melnek san albero paraguay - PR

    Bom dia eu ja me sinto um palhaso com tantas noticias sem base, a unica certeza que temos e que o estados unidos manda no mercado esta sem soja e por isso que esta baixando tanto os presos o resto sao desculpas para enganar os agricultores, neste momento gostaria de ler ou ver uma entrevista de certos analistas como liones severo expondo sua opniao de que o soja vai ter preso.

    0