Grãos continuam realizando lucros na manhã desta 2ª feira

Publicado em 22/04/2013 07:50 e atualizado em 22/04/2013 10:10 1200 exibições
A semana começa negativa para o mercado internacional de grãos. Nesta segunda-feira (22), os futuros da soja, do milho e do trigo fecharam o pregão eletrônico do lado negativo da tabela na Bolsa de Chicago. As cotações da oleaginosa encerraram a sessão com quedas entre 7,00 e 10,25 pontos nos principais vencimentos, com o contrato maio/13 cotado a US$ 14,21/bushel. O mercado dá continuidade ao movimento de realização de lucros da última sexta-feira (19) após uma semana de consecutivas altas. 

No mercado da soja, porém, os fundamentos de oferta e demanda que têm estimulado as altas, principalmente dos contratos mais próximos, seguem positivos. A procura pela oleaginosa norte-americana é muito grande, o que tem dado suporte também aos preços no mercado físico. 

Veja como fechou o mercado na última sexta-feira (19):

Soja fecha semana realizando lucros; milho encerra em alta

Na última sessão desta semana, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago encerraram do lado negativo. A sexta-feira (19) foi marcada por intensa volatilidade e movimentos de realização de lucros. O recuo, segundo analistas, foi um movimento natural do mercado após três sessões consecutivas de alta. 

Os vencimentos mais distantes, referentes à nova safra dos Estados Unidos, fecharam com uma queda mais expressiva, de baixas de mais de 10 pontos. Já no curto prazo, os contratos maio e julho/13 terminaram o dia com perdas menos expressivas. 

"O mercado caminhou bastante essa semana e uma realização de lucros no final de semana é sempre bem vinda. Porém, esse movimento é freado pela oferta muito apertada dos Estados Unidos", disse Nicole Brum, analista da Agrinvest. 

O mercado ainda opera com a atuação de duas frentes, sendo uma de pressão positiva para os vencimentos mais curtos, com os apertados estoques norte-americanos de soja e uma demanda muito agressiva; e uma negativa, que já começa a contabilizar as boas expectativas para a nova safra dos EUA e pesa sobre as posições de mais longo prazo. 

Já no mercado do milho, as cotações terminaram o dia em campo positivo. Ainda de acordo com analistas, o principal foco dos investidores desse mercado é o clima nos Estados Unidos e as condições adversas em que se inicia o plantio nesse ano. As temperaturas são baixas, há muita chuva e previsões de neve para os próximos dias. 

Esse atraso, caso se agrave e não possa ser revertido, poderá estimular uma migração dos produtores para a cultura da soja, reduzindo a área plantada com o cereal. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário