CBOT: incertezas com o clima e oferta apertada nos EUA justificam alta

Publicado em 25/04/2013 11:34 e atualizado em 25/04/2013 15:25 1716 exibições
Na manhã desta quinta-feira (25), os mercados da soja, milho e do trigo operam do lado positivo da tabela na Bolsa de Chicago. Em movimento técnico, os futuros da oleaginosa buscam uma recuperação diante das perdas registradas na sessão de ontem (24) estimuladas por um movimento de realização de lucros. Por volta das 11hh20 (horário de Brasília) os principais contratos trabalham com altas entre 5,00 e 9,25 pontos.

Segundo o economista da Granoeste Corretora de Cereais, Camilo Motter, os fundamentos de oferta e demanda são positivos e dão sustentação, principalmente, para as posições mais curtas da soja. As incertezas em relação ao clima nos Estados Unidos abriram espaço para uma recuperação nos preços da commodity. Devido às baixas temperaturas e chuvas excessivas o plantio do milho segue atrasado no país. Até o último domingo (21), somente 4% da área do cereal havia sido plantada, no ano passado o percentual era 26%. Por outro lado, a expectativa é que as condições climáticas melhorem nos próximos dias.

Além disso, os estoques apertados de soja nos EUA exercem pressão positiva nos futuros do grão. “Ainda não dá para considerar o atraso do milho como um problema, embora essa situação já tenha reflexos no mercado em Chicago frente aos estoques ajustados. Ano passado o país produziu menos milho em função da seca que castigou as lavouras norte-americanas”, explica o economista.

Paralelo a esse cenário, as notícias sobre a gripe aviária na China preocupam o mercado internacional de grãos. Em decorrência da doença, o consumo de carne de frango vem recuando no país, e o temor do mercado é que essa redução possa diminuir a produção de aves e, consequentemente, refletir nas importações chinesas de soja.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário