Publicidade

Chicago: Soja estende perdas e trabalha em queda nesta quinta-feira

Publicado em 29/05/2013 17:44 e atualizado em 30/05/2013 09:40 1409 exibições

Os futuros da soja operam em campo negativo no pregão eletrônico desta quinta-feira (30) e as perdas para o contrato julho chegavam a 8,25 pontos às 9h32 (horário de Brasília). A soja acompanha o movimento do pregão desta quarta-feira, quando o mercado registrou um movimento técnico e encerrou no misto. 

Confira como encerraram as negociações no pregão da quarta-feira (29)

A soja fechou o pregão desta quarta-feira (29) em terreno misto na Bolsa de Chicago. Os primeiros vencimentos registraram uma ligeira desvalorização e o março/14 terminou o dia com 0,50 ponto de alta, valendo US$ 12,95 por bushel. 

Nesta sessão, o mercado registrou um movimento de realização de lucros, devolvendo parte dos ganhos de mais de 30 pontos acumulados nesta terça-feira (29), quando os preços trabalharam focando as condições de clima adverso ao plantio da nova safra nos Estados Unidos. "O exagero de ontem tinha que ser corrigido", disse o analista de mercado Daniel D'Ávilla, da New Edge Corretora. 

Paralelamente, as informações do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de um cancelamento de venda de 147 mil toneladas de soja da safra 2012/13 para a China também exerceu uma pressão negativa sobre os negócios. 

No entanto, para Liones Severo, consultor do SIMConsult, esse cancelamento,na verdade, significa apenas um adiamento para a nova safra a"pedido do próprio Estados Unidos". E esse volume não é nada perto do déficit que eles têm para abastecer o mercado interno", explicou Severo. 

Além disso, os últimos números apresentados pelo USDA sobre o avanço do plantio reportados nesta terça-feira ficaram dentro das expectativas, porém, ainda distantes dos índices registrados no ano passado. “O relatório não foi tão ruim, mostra que a soja está atrasada, já no milho não tem tanto atraso. Por outro lado, o relatório ainda indica chuvas para os próximos dias, situação que poderia comprometer o plantio", complementou D'Ávilla.

Publicidade

Por outro lado, os vencimentos mais longos do milho, referentes à safra nova norte-americana, terminaram o pregão com altas de dois dígitos. O mercado ainda reflete o significativo atraso do plantio do cereal em função de chuvas excessivas nos Estados Unidos. Esse cenário, segundo analistas,  já permite que especulações sobre uma possível perda de produtividade nas lavouras dos EUA também impacte de forma positiva nas cotações, bem como a possibilidade de que haja ainda uma transferência de área de milho para a soja, o que seria bom para os preços. 

Veja como ficaram as cotações dos grãos no fechamento desta quarta-feira (28):

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

 

Tags:
Por:
Carla Mendes e Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Dorcas Guimarães Espírito Santo Ibirataia - BA

    SOBRE A LAGARTA HELICOVERPA,NA SOJA E ALGODÃO DA BAHIA.

    Como é que essa maldita lagarta veio parar nas plantações de soja e algodão da Bahia?

    A vassoura de bruxa do cacau da Bahia veio de Rondônia de ônibus, trazida por um grupo terrorista. A Polícia Federal (inquérito nº. 2.169/2.006-DPF. B/ILS/BA) concluiu em relatório final que; "É induvidoso, que a introdução e disseminação da doença vassoura de bruxa no sul da Bahia, decorreu de: ato humano deliberado” Quem cometeu esse crime?"Vox populi" todo mundo sabe. Mas, "bico calado” os terroristas que cometeram esse ato brutal, bárbaro e covarde de crime lesa-pátria, tem as costas mais largas que a de HUK e TARZAN juntos.

    Acredito que a nossa Polícia Federal vai descobri de onde veio essa maldita lagarta e vai dar "nome e endereço” de quem trouxe. Isso para não ficar ridículo, como o caso da vassoura de bruxa da Bahia que até ficou digno de um titulo de conto do saudoso escritor português José Saramago. Tipo assim: O crime sem criminoso!

    0