Grãos voltam a registrar forte baixa com clima favorável nos EUA

Publicado em 01/08/2013 12:55
1551 exibições

As boas condições de clima nos Estados Unidos voltam a pressionar o mercado internacional de grãos e os futuros da soja, do milho e do trigo voltam a amargar uma sessão de intensas baixas na Bolsa de Chicago. Por volta de 12h30 (horário de Brasília), as três culturas perdiam mais de 10 pontos nos seus principais vencimentos. 

No Meio-Oeste dos Estados Unidos, principal região produtora de grãos do país, o clima registra condições adequadas para o desenvolvimento da nova safra e reforçam as expectativas de uma safra cheia tanto para a soja quanto para o milho. 

Ao mesmo tempo, as últimas previsões indicam que para agosto, mês determinante para a cultura da soja nos EUA, o cenário deverá se manter favorável à produção, informações que também pesam sobre as cotações. 

Sobre esse movimento de baixa, o analista de mercado Pedro Dejneka, da PHDerivativos, afirma que o mercado apenas segue a tendência de baixa diante das boas condições climáticas norte-americanas. 
"Não há nada nesse momento que sustente as altas. Mas, o mercado também não vai descer em linha reta, teremos altas pontuais, porém, se o clima continuar ajudando não há motivo para que os especuladores entrem comprando", explica. 

Ainda de acordo com os analistas, porém, as possibilidades de geadas precoces em setembro poderiam provocar alguma reação no mercado caso se confirmem, já que poderiam prejudicar a produtividade, principalmente, da soja.

"O movimento climático nos Estados Unidos não traz, a rigor, nenhum risco de quebra de produção, portanto, são os estoques se recompondo e que mostram um mercado menos volátil para cima, com a tendência de uma leve baixa", disse Mario Mariano, analista da Novo Rumo Corretora.

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Não existirá uma "SUPERSAFRA AMERICANA", porém ,uma boa safra já estabilizaria os preços, agora , uma nova super brasileira já está sendo desenhada, com a migração de milhões de há da safra de milho de verão, é o efeito" MILHO SAFRINHA PLANTE O QUE PUDER" .Esta expectativa já está no mercado e pode estar influenciando os preços .

    0