Incertezas climáticas e feriado nos EUA pesam sobre o mercado

Publicado em 30/08/2013 10:30 e atualizado em 30/08/2013 12:28
2596 exibições

No pregão regular desta sexta-feira (30), os futuros da soja e do milho operam do lado negativo da tabela. Por volta das 12h03 (horário de Brasília), os principais contratos da oleaginosa exibiam perdas entre 8,25 e 14,25 pontos, enquanto que no milho, as baixas eram menos expressivas de pouco mais de 3 pontos nas principais posições. Já as cotações futuras do trigo, apresentavam pequenos ganhos entre 1,75 e 4,75 pontos. 

Os mapas climáticos, divulgados na manhã de hoje, indicando maior possibilidade de chuvas no período de 11 a 15 dias e com abrangência em quase todo o Corn Belt pesam sobre o mercado internacional de grãos. Nos últimos 60 dias, importantes regiões produtoras dos estados de Iowa e Illinois receberam menos da metade da quantidade normal de precipitações.

De acordo com o analista de mercado da Agrinvest, Marcos Araújo, as previsões não indicam grandes quantidades de chuvas a ponto de reverter à preocupação com o estresse hídrico das lavouras norte-americanas. E as próximas duas semanas são cruciais para a definição do potencial produtivo da soja. 

“Se as previsões confirmarem que as chuvas serão limitadas nos estados chaves poderemos ver no pregão noturno da segunda-feira (2) bem forte, tendo novas altas e podendo até mesmo atingir as máximas”, diz o analista.  

Por outro lado, com o feriado da próxima segunda-feira (2), os grandes investidores não querem correr riscos e adotam uma postura mais cautelosa. “Com o final de semana prolongado, os investidores que estavam posicionados na compra e ganharam dinheiro com as recentes altas nos preços, acabam liquidando as posições e vendendo os contratos futuros, para diminuir os riscos nas carteiras”, explica Araújo. 

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário