Com quedas recentes, compradores voltam ao mercado e soja avança

Publicado em 02/10/2013 12:03
1157 exibições

Na sessão regular desta quarta-feira (2), os futuros da soja voltaram a subir na Bolsa de Chicago. Por volta das 11h30 (horário de Brasília), os contratos mais próximos subiam mais de 10 pontos, enquanto os ganhos nos demais variavam de 6 a 7 pontos. 

O mercado, segundo analistas, atraiu a volta dos compradores depois das recentes baixas, o que estimula uma correção diante de recompras técnicas. No pregão de ontem, o vencimento novembro/13 atingiu o patamar dos US$ 12,68 por bushel, patamar atrativo para os compradores. 

Os negócios ainda acontecem de forma técnica, uma vez que segue presente no mercado a pressão negativa sobre as cotações  em função do avanço da colheita nos Estados Unidos e também de uma maior aversão ao risco no cenário financeiro por conta da paralisação do governo norte-americano. "Nós já prevíamos que no momento da colheita nós teríamos pressão nos preços, vai entrando soja e vai entrando oferta", disse o consultor em agronegócio Ênio Fernandes. 

Entretanto, para o consultor, o mercado deverá passar por uma reversão do direcionamento dos preços passada essa pressão sazonal da colheita, quando os trabalhos de campo já estiverem concluídos em, aproximadamente, 50% da área. "O produtor americano para de ofertar soja, ele já cumpre suas primeiras necessidades, fica mais seguro e retém mais o grão. Então, quando houver de 50 a 60% colhido, os preços devem começar a melhorar", completa. 

Aguardando por números mais concretos da nova safra dos EUA, no entanto, os investidores esperavam pelo novo relatório de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgaria no próximo dia 11 de outubro. Porém, com o impasse entre o Congresso e o governo americanos, a divulgação desse boletim ainda é incerta e isso poderia tirar a direção dos preços. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário