Soja: Comissão da China firma acordo de compras nos EUA e importações de dezembro podem bater recorde

Publicado em 17/12/2014 16:24 181 exibições

Compradores chineses assinaram nove contratos que totalizam a aquisição de mais de 1 milhão de toneladas de soja dos Estados Unidos em uma cerimônia realizada em Chicago, nesta terça-feira (16). As compras por parte da nação asiática estão agendadas para entrega no calendário de 2015. 

O acordo já foi firmado no primeiro dia de visita da Comissão China-EUA de Comércio e Negócios ao país norte-americano, que se estende até esta quinta-feira (18). 

Entre os compradores estão as estatais COFCO e Sinograin Oil Corp, além das empresas Yihai Kerry Group, a Chinatex Grains & Oils e a Yuntianhua USA Inc and Jiusan USA Inc. Estas assinaram acordos para comprarem da Archer Daniels Midland Co, Zen-Noh Grain, Louis Dreyfus [LOUDR.UL], Cargill [CARG.UL], Gavilon e a Noble-Agri.

"Cada um dos contratos assinados foram para algo entre 100 mil e 200 mil toneladas. Nós sabemos que as compras acontecerão ano a ano, mas cerimônias como essa servem para fortalecer a relação com nosso maior cliente", disse um trader de soja dos EUA que não quis se identificar. 

Os preços e as datas de embarques para alguns contratos ainda não foram definidos e, por conta disso, pode ser que nem todos sejam reportados nos boletins semanais divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

Uma cerimônia semelhante a esta aconteceu em setembro, em Milwaukee, e selou um acordo para a compra de 4,8 milhões de toneladas de soja americana por parte da China. E para próximos três dias o USDA já confirma compras de quase 2 milhões de toneladas. 

Demanda Aquecida

O mercado tem se mostrado bastante comprador nessa safra e é essa demanda consistente, segundo analistas, que tem limitado o recuo dos preços da soja no cenário internacional e mantendo um suporte importante para os negócios, segundo explicam analistas.

Aos poucos, segundo explicou o analista de mercado Vinícius Ito, da Jefferies Corretora, de Nova York, as compras devem se voltar para a América do Sul e os embarques de soja brasileira devem se acentuar em fevereiro. Nas últimas semanas, no entanto, alguns volumes já foram reportados. 

A baixa que foi registrada pelo mercado neste ano para a commodity foi um dos fatores, ainda segundo Ito, que motivaram esse expressivo aumento no consumo, já refletido em um ritmo bem mais acelerado nos embarques e vendas para exportação nos Estados Unidos nesta temporada 2014/15, por exemplo.

Como mostram números do USDA, no acumulado do ano comercial, os embarques de soja já totalizam 25,6 milhões de toneladas e as vendas para exportação passam de 40 milhões de toneladas, enquanto a estimativa do departamento para as exportações em toda a temporada é de 47,9 milhões de toneladas. 

O mercado espera agora os números das importações de soja da China em dezembro e as expectativas, ainda de acordo com o analista da Jefferies, devem atingir um volume recorde e chegar a algo entre 7,5 milhões e 8 milhões de toneladas. 

Com informações da Reuters.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário