Soja: Mercado em Chicago cede mais de 30 pontos nesta 2ª feira com clima favorável nos EUA

Publicado em 01/08/2016 13:18
1371 exibições

Na sessão desta segunda-feira (1), os preços da soja, por volta de 12h30 (horário de Brasília), perdiam quase 40 pontos na Bolsa de Chicago. As baixas são, mais uma vez, um reflexo das boas condições de clima para o Meio-Oeste americano que reforçam as projeções de uma safra robusta que vem do país na temporada 2016/17. Assim, o vencimento novembro/16, referência para a safra americana, era cotado a US$ 9,65 por bushel. 

Dessa forma, no porto de Rio Grande, as cotações acompanhavam o recuo e também começavam a semana em campo negativo. A soja disponível perdia 1,84% para R$ 80,00 por saca, enquanto no mercado futuro o recuo era de 2,50% para R$ 78,00. A ligeira alta do dólar e os prêmios ainda elevados eram, como explicam analistas, insuficientes para limitar o impacto do recuo dos futuros da oleaginosa no mercado internacional. 

Bolsa de Chicago

Nos Estados Unidos, as temperaturas continuam subindo no Corn Belt, porém, chuvas fortes se espalham por todo o cinturão produtivo norte-americano e reduzem as ameaças trazidas pelo calor intenso, segundo explicam analistas internacionais. E as últimas previsões climáticas indicam que, nos próximos sete dias, ess padrão continua e, portanto, ainda pressionando os preços. 

Chuvas previstas para os próximos 7 dias nos EUA - Fonte: NOAA

Chuvas previstas para os próximos 7 dias nos EUA - Fonte: NOAA

"Os futuros da soja registram baixas de dois dígitos neste começo de mês diante das previsões de tempo mais quente, porém, mais úmidas também nos Estados Unidos. E o Índice de Sanidade das lavouras norte-americanas se mantém estável, o que sugere, portanto, que pode não hacver mudanças no índice de lavouras em boas ou excelentes condições a ser reportado na tarde de hoje", acredita Bryce Knorr, analista de mercado do portal Farm Futures. 

O boletim semanal de acompanhamento de safras será reportado pelo USDA às 17h (horário de Brasília), após o encerramento do mercado, e a expectativa do site norte-americano é de que o índice permaneça em 71%. 

Por outro lado, as informações de demanda continuam fortes, mas, nesse momento, insuficientes para promover uma recuperação sustentável dos preços em Chicago diante das boas condições de clima nos EUA. Nesta segunda-feira, o USDA anunciou a venda de 391 mil toneladas de soja da safra 2016/17, confirmando esse bom momento, além de embarques semanais dentro das expectativas do mercado. 

Na semana encerrada em 28 de julho, os EUA embarcaram 671 mil toneladas de soja, enquanto o mercado apostava em algo entre 600 mil e 790 mil toneladas. Na semana anterior, esse volume veio ligeiramente maior, em 718,346 mil toneladas. No acumulado do ano comercial 2015/16, os embarques americanos já somam 46.635,984 milhões de toneladas, contra 48.856,544 milhões do mesmo período da temporada anterior. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário