Soja estável nesta 5ª em Chicago à espera de novidades, impacto dos juros nos EUA e dados do USDA

Publicado em 15/12/2016 07:13
680 exibições

O mercado internacional da soja, nesta quinta-feira (15), registra mais um pregão de estabilidade na Bolsa de Chicago e, por volta das 7h40 (horário de Brasília), as variações entre as posições mais negociadas eram positivas e variavam entre 0,50 e 1,50 ponto. Dessa forma, os indicativos principais ainda atuavam entre US$ 10,20 e US$ 10,50 por bushel. 

Os traders já conhecem os fundamentos que regem os preços da soja na CBOT neste momento e, à espera de novas informações, seguem na defensiva, reajustando suas posições e mantendo os preços entre as referências de suporte e resistência observada nas últimas semanas. 

A atenção, porém, agora se divide também com a alta dos juros nos Estados Unidos, anunciada no fim da tarde de ontem pelo Federal Reserve, e que pode motivar uma alta da moeda norte-americana frente às demais divisas, inclusive o real. No final do pregão de ontem, a moeda brasileira conseguiu um fôlego e fechou em alta após consecutivas baixas. A movimentação, caso se estenda, pode promover uma recuperação dos preços no Brasil, como explicam analistas e consultores de mercado.

Ainda nesta quinta-feira, chegam os novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) sobre as vendas semanais para exportação do país. Há quase 80% da soja norte-americana estimada para exportação já comprometida. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Soja: Preços no Brasil podem ser favorecidos pelo dólar após altas dos juros nos EUA

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário