Soja: Falta de apetite dos fundos contribui para preços abaixo dos US$ 10

Publicado em 19/04/2017 11:57 e atualizado em 19/04/2017 17:58
4731 exibições

Em um momento em que o mercado internacional da soja vem buscando informações que possam lhe direcionar, o comportamento dos fundos tem sido acompanhado bem de perto pelos traders. Neste momento, segundo explicam analistas e consultores, não há uma brecha entre os fatores que regem os preços que seja capaz de fazê-los voltar à ponta compradora de forma consistente, ao menos por enquanto. 

Nesta semana, porém, algumas instituições financeiras começaram a sinalizar perspectivas ligeiramente melhores para os preços da oleaginosa, porém, no longo prazo. Para os últimos três meses do ano, a projeção é de que a média dos futuros da commodity seja de US$ 9,72 por bushel. Já para o intervalo de outubro a dezembro de 2018, as estimativas já apontam para algo próximo de US$ 10,18. 

As expectativas de preços em alta mais adiante contrastam com o retorno dos fundos de hedge para uma posição líquida mais curta em Chicago nesta última terça-feira, pela primeira vez em 13 meses. Além disso, o fluxo de recursos tem "bastante espaço para acrescentar algumas posições que, neste cenário de fundamentos negativos, não é uma má ideia", explica a corretora Benson Quinn Commodities, sinalizando a pressão da grande safra brasileira e mais a área recorde que é esperada para os Estados Unidos nesta nova temporada. 

Na última semana, os fundos venderam posições em todo o complexo soja, na medida em que os futuros do grão bateram próximo das mínimas de um ano e observando ainda a forte queda dos preços dos óleos vegetais mundo afora. Segundo explica o analista internacional Bryce Knorr, do portal Farm Futures, os "fundos de hedge dobraram suas apostas negativas na soja adicionando 28,024 contratos em sua posição vendida". 

Fundos - Soja

Comportamento dos fundos no mercado da soja - Fonte: FarmFutures

No óleo de soja, o 'aumento' da aposta na baixa foi de 20%, com as vendas de 11,440 mil contratos. No complexo, o pequeno suporte pode ser observado no farelo, onde os fundos seguem comprados, mas sem muita expressividade. As vendas, nesse caso, foram de 6,694 mil contratos. 

Fundos - Óleo

Comportamento dos fundos no mercado do óleo de soja - Fonte: FarmFutures

Fundos - Farelo

Comportamento dos fundos no mercado do farelo de soja - Fonte: FarmFutures

"Os fundos passaram, rapidamente, de uma posição comprada - naquele momento em que a Argentina começou a apresentar problemas com o excesso de chuvas, isso foi em fevereiro - e de lá pra cá, tem se desfeito de posições compradas na soja e no complexo como um todo", explica Eduardo Vanin, analista de mercado da Agrinvest Commodities. 

Na sequência, e ainda vendidos, os fundos começam a se atentar ainda mais às condições de clima nos Estados Unidos e o risco que há nesse momento - com tudo ainda podendo acontecer - sobre o plantio da soja, que deve ser iniciado em maio. 
"Se houver mesmo esse risco, os fundos vão ter que inverter a mão, e o mercado pode subir rápido. Então, os fundos, com certeza, podem jogar o mercado para cima ou ainda mais para baixo a depender desse risco", diz Vanin. 

Para Flávio França Junior, consultor de mercado da França Junior Consultoria, os fundos estão, de fato, a procura de motivos para voltar às compras. "Na semana passada, eles até tentaram, mas não há nada no que se agarrar agora", explica. "E eles devem encontrar isso na especulação climática (para a nova safra dos EUA)", completa o executivo. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Roberto Viel Lacerdópolis - SC

    FALTA DE APETITE DOS FUNDOS KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    GOLPE DOS FUNDOS PARA COMPRAR SOJA DE GRASÇA AQUI NO BRASIL MAS CAIRAM DO CAVALO NEM TODO MUUNDO ESTÁ QUEBRADO TIVEMO SAFRAS E PREÇOS BONS NINGUEM VENDE PREÇO SOBE. QUEREM NOSSA SOJA PAGUEM PAGUEM PAGUEM.

    0
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Viel..safras grandes ..estoques também..previsão de safras normais..não adianta o preço é na bacia das almas...infelizmente..

      0
  • sandro roberto lautert condor - RS

    Sr. Liones, concordo com o sr. porém, convenhamos, é dificil esconder uma safra deste tamanho.

    2
    • LIONES SEVEROPORTO ALEGRE - RS

      Caro Sandro, os profissionais atuantes no mercado conhecem muito bem o tamanho das safras. Ocorre que a repetição midiática é para atingir investidores que nem sabem o que é soja, mas são grandes investidores em títulos e/ou contratos que representam mercadorias.

      7
    • SANDRO ROBERTO LAUTERTCONDOR - RS

      Certo. O Sr. Sabe que os produtores gostam de se gabar das grandes colheitas. Daí. o peixe morre pela boca.

      3
    • ROBERTO VIELLACERDÓPOLIS - SC

      Estive acompanhando esses comentários do Sr. Sandro e Sr. Liones, diante da atual conjuntura, acredito mais em GOLPE do que em outra coisa, vejamos: Os Americanos subsidiam os produtores OK, o soja está na ordem de 9,20 dolares o buchell certo, PORQUE? Porque nós temos soja a vontade, derrubam os preços na bolsa, os bandidos das comodites que são especuladores, que nãoplantam , não trabalham, vivem do suor do produtor, se retiram das compras para o produto despencar,certo. Mas dessa vez nós produtores estamos segurando o soja, ai a China e outros compradores baixaram as compras lá nos EUA, eles não estavam esperando esse cenário, de vendas elevadas , que ocorreu porque nós produtores não estamos vendendo, ai eles mais que depressa subiram o soja na Bolsa de Chicago, ISSO TUDO É GOLPE. O Produtor não tem é que vender nada, da o soja em garantia e arruma dinheiro para os compromissos, é assim que se faz.

      0
    • ROBERTO VIELLACERDÓPOLIS - SC

      Não estou aqui me referindo a preços do ano passado, quem não vendeu é porque não faz custos, porque soja a 84,00 ou 86,00 está mais do que pago, me refiro a esses preços hoje praticados, isso não é mercado , isso é GOLPE, ontem estava 10 dolar na Bolsa, apareça alguém para provar o contrário, por favor, tem alguém......, super safra, KKKKKKKKKKKKKK, com os estoques zerado como estava, conta outra essa não cola, Sabe que a China , só a China vai importar 92 milhoes de toneladas só de soja, alguém quer falar em outra coisa a não ser GOLPE ensima dpo produtor.

      1
    • ROBERTO VIELLACERDÓPOLIS - SC

      Ai tem gente que vem falar do mercado, mercado isso, mercado aquilo, ai eu pergunto: o que deveria prevalecer é a lei da oferta e da procura, não é isso, mas infelizmente não é mesmo, isso já éra, hoje se chama ESPECULAÇÃO, é vagabundo ganhando dinheiro nas costas dos produtores.

      0
    • ROBERTO VIELLACERDÓPOLIS - SC

      Todos devem estar vendo que o cenário está mudando, com o Brasil não vendendo, os preços sobem na MARRA, nessa hora deve aparecer o JOÃO BATISTA e falar para o produtor continuar segurando a soja, não vender.

      0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Os alarmistas das super-grandes-safras derrotaram os preços do produto físico..., correram com os fundos de investimentos e, agora, assistem seus negócios de derivativos minguarem na Bolsa de Chicago.... Tiraram o contra-ponto do mercado, que perdeu a liquidez em toda a cadeia. Os fundos não seriam trouxas de ficar "comprados" em produtos que estariam sobrando após a colheita. Ninguém faz negócio para perder dinheiro. Faltou percepção que se derrotarem o mercado de produto fisico, automaticamente estarão sepultando o mercado de futuros e derivativos, que somente existem a partir da negociação física do produto.

    7
    • LAÉRCIO P. SARETTACAÇAPAVA DO SUL - RS

      Bem,para quem pensa assim bastaria observar e repetir os movimentos 'dos fundos' para ganhar dinheiro.A atividade mais fácil e lucrativa do mundo parece ser a dos outros.

      0
    • RODRIGO POLO PIRESBALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC

      Sr. Laércio, o analista que me orienta diz sempre que bolsa é o dinheiro fácil mais dificil que existe. Nós não sabemos nada do mercado financeiro, a não ser que ele reflete o mercado futuro, então não importa se hoje estão carregando 5000 navios no porto, já foi. O que importa é a atividade economica mundial, então se o minério de ferro cai, como de fato caiu, e o petróleo também, é fato acontecido e que sinaliza desaceleração economica não hoje, mas no futuro. Quando esse futuro chega a situação já é outra. No mercado de futuros não existe isso de tirar dinheiro do produtor, quando um investidor ganha ele ganha em cima de outro investidor. Então a soja tá consolidada, falo nisso a mais de um ano e ninguém entende, a mais de um mês com uma amplitude de 20 e poucos centavos, para cima ou para baixo, e ninguém olha isso. Significa o que? Mercado parado, a oferta e a demanda funcionam só no fisico, o financeiro olha muito mais coisas, é por isso que é especulativo. Então o comprador especula que vai subir, o vendedor que vai cair, quando o preço se movimenta um dos dois vai perder. Traders que operam no intraday, saem imediatamente das posições quando o mercado vai contra, se não sair quebra. Quando vai a favor ganham em cima dos fundos perdedores. A bolsa é um jogo de soma zero, prá alguém ganhar, outro tem que perder. Em cima do preço FUTURO. Então o que acontece, os fundos que compraram lá nos 10,20 e mantiveram suas posições abertas, estão levando pau por que com a queda do preço das commodities os vendedores cairam matando em cima. Compreenderam? Quem compra no mercado futuro pode perder muito dinheiro, assim como quem vende. Por exemplo, nós podemos achar que o preço vai subir e comprar 10 contratos a 9,65. Beleza, compramos, então se subir estamos ganhando certo? ele vai prá 10,65 dependendo da alavancagem dá ganhar muito dinheiro. Mas, entretanto, todavia, porém.... e se os fundos souberem algo que não sabemos, a iminencia de uma guerra, ou qualquer outro fato, e começarem a vender suas posições compradas? O preço cai, e o que acontece? Os comprados perdem. Fim de jogo prá nós. É partir para a próxima, se tiver coragem entra vendido nos 9,30, isso no dia, vende 20 contratos e fica vendido em 10 e deixa rolar. Espero que me desculpe a veemencia do comentário mas é uma tentativa de explicar o que entendo do mercado.

      0