Soja em Chicago opera com estabilidade nesta 5ª feira se preparando para chegada do USDA

Publicado em 11/10/2018 08:27 e atualizado em 11/10/2018 11:53
1103 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro norte-americano da soja, nesta quinta-feira (11), trabalha com estabilidade à espera do novo boletim mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga na tarde de hoje. Por volta de 11h40 (horário de Brasília), as cotações subiam pouco mais de 1 ponto nos principais vencimentos, com o maio/18 valendo US$ 8,53 por bushel. Mais cedo, as cotações perdiam mais de 4 pontos. 

Os dados atualizados do USDA chegam às 13h (horário de Brasília) e, segundo as expectativas do mercado, deverão mostrar um um aumento nas estimativas de produção, produtividade e estoques norte-americanos e as especulações já pesam sobre as cotações. Ontem, os preços caíram mais de 10 pontos. 

"As novas estimativas poderão trazer novos aumentos de produção para a soja norte-americana, frente à uma demanda pelo grão em decadência com a vigente e permanente Guerra Comercial EUA-China", explicam os analistas da AgResource Mercosul (ARC). 

Na outra ponta, as condições de clima nos EUA ainda dão algum suporte aos preços, uma vez que chuvas intensas continuam a chegar ao Corn Belt. 

"As projeções climáticas estadunidenses têm desenvolvido uma delicada situação para safra do Cinturão Agrícola, que já apresenta
problemas pontuais de enchentes sobre o extremo norte do Cinturão. Ainda é prematuro afirmar perdas generalizas em nível nacional", complementa a consultoria internacional. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Soja: Preços voltam a cair no Brasil nesta 5ª feira e travam ainda mais negócios da nova safra

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário