Soja sobe em Chicago nesta 5ª feira com números do USDA mais baixos do que o esperado

Publicado em 11/10/2018 18:08
491 exibições

LOGO nalogo

Os futuros da soja fecharam o pregão desta quinta-feira (11) do lado positivo da tabela na Bolsa de Chicago sustentado pelos números que foram divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) em seu boletim mensal de oferta e demanda. 

As cotações subiram pouco mais de 6 pontos nos contratos mais negociados depois que os dados surpreenderam ao mostrar uma safra menor de soja nos EUA, ficando ainda aquém das expectativas do mercado, levando o novembro/18 a US$ 8,72 e o maio/19 a US$ 8,89 por bushel. 

Ao contrário do que se previa, o órgão trouxe uma redução na produção de 127,72 para 127,64 milhões de toneladas, enquanto a expectativa média era de 128,81 milhões. A produtividade foi revisada para cima para 59,51 sacas por hectare, mas as áreas plantada e colhida foram revisadas para baixo. 

A área plantada ficou em 36,06 milhões de hectares, contra 36,38 milhões do boletim anterior, e a plantada em 35,73 milhões, contra 35,98 milhões do reporte de outubro. 

Por outro lado, os estoques finais subiram de 23 para 24,09 milhões de toneladas. A média esperada pelos traders era de 23,41 milhões de toneladas. As exportações norte-americanas foram mantidas em 26,06 milhões de toneladas e o esmagamento em 56,34 milhões. 

USDA Outubro - Soja

"A realidade das fortes chuvas nas últimas semanas nos EUA, juntamente com a surpresa no rendimento, confirma que o USDA pode até mesmo reduzir os rendimentos de onde os colocou hoje", disse Terry Reilly, analista de commodities da Futures International.

O excesso de chuvas que continua a ser registrado no Meio-Oeste americano também segue no radar dos traders. E segundo as últimas informações do NOAA, o serviço oficial de clima do governo norte-americano mostram que uma nova rodada de precipitações intensas devem chegar ao cinturão entre esta quinta e o próximo dia 16 de novembro. 

Preços no Brasil

No Brasil, os preços tiveram um dia de estabilidade, apesar das altas em Chicago e de uma tentativa de retomada do dólar. Nesta quinta-feira, o dólar fechou o dia com alta de 0,41% e valendo R$ 3,7788. Na semana, a divisa acumulou uma baixa de 2,03%. 

"O mercado preferiu não passar o final de semana vendido... não fosse o feriado, o dólar poderia estar perto de 3,75 reais", comentou o operador da Spinelli, José Carlos Amado á agência de notícias Reuters, ao acrescentar que o cenário externo de maior aversão ao risco também teve influência no movimento local, já que na sexta-feira os mercados domésticos não funcionam.

Leia mais:

>> Dólar termina sessão em alta ante real com exterior, mas cai pela quarta semana seguida

No porto de Paranaguá, estabilidade no spot em R$ 91,00 e nos R$ 82,00 por saca para a safra nova. Em Rio Grande, alta de 1,11% para R$ 91,00 no disponível e de 1,10% para novembro/18, com R$ 92,00 por saca. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário