Soja fecha 4ª feira com leve alta em Chicago diante de expectativa de acordo entre China e EUA

Publicado em 14/11/2018 18:06
255 exibições

LOGO nalogo

As expectativas em torno do encontro de Donald Trump e Xi Jinping na próxima reunião do G20, que acontece no final do mês na Argentina, têm mantido os traders cautelosos no mercado internacional da soja e, nesta quarta-feira (14), os preços terminaram o dia com pequenas altas na Bolsa de Chicago. 

Na projeção de um entendimento entre China e Estados Unidos, as cotações trabalharam o dia todo em campo positivo, porém, sem grandes movimentações. Tudo segue ainda, afinal, no campo especulativo. 

Assim, no fechamento deste pregão, os futuros da commodity subiram entre 4,25 e 4,75 pontos, levando o novembro a US$ 8,72 e o maio/19, que serve como referência para os negócios no Brasil, ficou com US$ 9,09 por bushel. 

No entanto, caso esse acordo não venha, os efeitos podem ser consideráveis para os preços, como explicou o analista de mercado da Agrinvest Commodities, Marcos Araújo, em entrevista ao Notícias Agrícolas. 

"A falta de um acordo pode ser um banho de água fria em Chicago, os preços poderiam renovar suas mínimas, trabalhar perto de US$ 8,15 por bushel, também em decorrência de uma safra recorde nos EUA de mais de 125 milhões de toneladas", diz Araújo, relembrando ainda da pressão que vem também dos elevados estoques finais norte-americanos. 

Ainda nesta quarta, segundo explicam analistas internacionais, a evolução mais lenta do que o esperado da colheita norte-americana tem sido um dos fatores de ligeiro suporte das cotações nesta quarta. Segundo números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), já há 88% da área de soja colhida no país, 5% abaixo da média dos últimos cinco anos. 

Pequenos movimentos da demanda também favorecem o ligeiro avanço dos preços. Os embarques semanais norte-americanos reportados ontem vieram acima das expectativas, porém, o acumulado na temporada permanece bem abaixo do ano anterior. 

Além disso, os EUA informaram, também nesta quarta-feira, uma nova venda de 148 mil toneladas de soja para destinos não revelados. O volume é todo da safra 2018/19. Esta é a segunda venda registrada nesta semana. Nesta terça (13), foram 276,732 mil toneladas para destinos também não informados. 

Mercado Brasileiro

No Brasil, a quarta-feira foi de preços em queda em quase todas as praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas. Onde as cotações não recuaram, permaneceram estáveis. O dólar com baixa de mais de 1% também colaborou para as baixas. 

A moeda americana fechou o dia com baixa de 1,28% para fechar com R$ 3,7822, passando por um movimento de correção depois da última alta na sessão anterior. 

Leia mais:

>> Dólar passa por correção e termina em queda ante real

No porto de Paranaguá, R$ 85,00 no disponível e R$ 79,00 por saca na safra nova, ambos estáveis. Já em Rio Grande, R$ 87,00 no spot e R$ 88,00 na referência dezembro. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário