Preços da soja no Brasil ainda dependem das relações comerciais China x EUA para definir direção

Publicado em 18/02/2019 18:19
908 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja negociados no Brasil permaneceram estáveis e sem grandes variações nesta segunda-feira (18) de Bolsa de Chicago fechada. Em função do feriado do Dia do Presidente comemorado nos EUA, os mercados internacionais não atuaram, tirando a referência dos negócios no Brasil. 

Assim, mesmo com a boa alta do dólar, os indicativos nas principais praças de comercialização e portos pesquisados pelo Notícias Agrícolas fecharam o dia com variações pontuais, como foi o caso do Oeste da Bahia, onde o preço caiu 2,36% para fechar com R$ 62,00 por saca. 

Em Rio Grande, R$ 76,50 no spot e R$ 77,60 para março, enquanto em Paranaguá os valores são, respectivamente, de R$ 78,50 e R$ 79,00. Nos demais estados produtores, as referências terminaram o dia oscilando entre R$ 60,00 e R$ 74,50 por saca. 

Como explica o analista de mercado Mário Mariano, da Novo Rumo Corretora, a comercialização da nova safra do Brasil "se arrasta", com a falta de novos negócios frente a patamares que não atraem os produtores neste momento. 

Os contratos firmados anteriormente vêm sendo cumpridos e até mesmo antecipados - na tentativa de o sojicultor garantir níveis melhores de renda neste momento de bastante incerteza -, o que ajuda a manter o fluxo do produto no Brasil. 

"As vendas estão restritas, os destinos estão com volumes pequenos e até a área de transporte já está percebendo a dificuldade de entrega de novos produtos para entregas mais longas", diz Mariano. 

Dessa forma, ainda segundo o analista, a produção grande do Brasil - apesar das perdas pontuais causadas pelo clima - a colheita que acontece neste momento e os atuais valores pagos ao sojicultor criam, agora, um ambiente desfavorável para a criação de uma estratégia de comercialização para novas rodadas de vendas. 

Câmbio

Nesta segunda-feira, o dólar fechou com alta de 0,77%, depois de um dia todo positivo frente ao real, e valendo R$ 3,7324. 

Segundo especialistas, o mercado espera pelo desfecho da situação política do Governo Federal com o ainda ministro Gustavo Bebianno, da mesma forma que mantém suas atenções voltadas à questão da reforma da Previdência. O cenário externo também exige cautela. 

E ainda como explica Mário Mariano, "o cenário cambial é incerto e, passando a questão da Previdência ou esse momento político mais desajustado ao redor so presidente Bolsonaro possa fazer com que o câmbio volte a cair e causar algum prejuízo à precificação da soja brasileira". 

Leia mais:

>> Dólar sobe ante real aguardando desfecho de crise política envolvendo Bebianno

Bolsa de Chicago

Os negócios na Bolsa de Chicago serão retomados nesta terça-feira, 19 de fevereiro, após o feriado norte-americano. 

Tags:
Por Carla Mendes
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário