Vendas de soja do Brasil atingem 42,9%, diz Safras; preços sobem, aponta Cepea

Publicado em 08/03/2019 12:48
456 exibições

LOGO REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização da safra de soja 2018/19 do Brasil avançou lentamente no último mês, atingindo 42,9 por cento da produção projetada para o país, informou nesta sexta-feira a consultoria Safras & Mercado.

No relatório anterior, com dados de 8 de fevereiro, o número de vendas era de 38,4 por cento.

"Fatores como o Carnaval e os preços pouco atrativos afastaram os vendedores do mercado", disse o analista da Safras Evandro Oliveira, em nota.

Após um início de safra em que os negócios foram acelerados na comparação com o período anterior, as vendas ficaram mais lentas e estão atrás do ritmo visto em 2018 para a colheita anterior e da média histórica para a época.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 43,5 por cento e a média para o período é de 50,3 por cento, segundo dados da Safras.

Levando-se em conta uma safra estimada em 115,402 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 49,486 milhões de toneladas, informou a consultoria.

MELHORA DE PREÇOS

Após a lentidão nos negócios no último mês, os valores da soja voltaram a subir no mercado interno, impulsionados pelo forte ritmo de embarques nos portos brasileiros e pela alta do dólar, o que pode trazer novamente os vendedores ao mercado.

"Além da entrega de contrato a termo, agora, as negociações no mercado spot também começaram a ganhar força, especialmente devido à valorização do dólar frente ao real, que torna o produto nacional mais atrativo aos importadores", disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, nesta sexta-feira.

A moeda norte-americana se valorizou 3,9 por cento de 28 de fevereiro a 7 de março.

A alta nos preços brasileiros, no entanto, foi limitada pela redução nos prêmios de exportação, notou o Cepea.

Ainda assim, a paridade de exportação indica preços a 80,84 reais/saca de 60 kg para abril/2019, a 81,95 reais/saca para maio e 83,59 reais/saca para junho, quando considerado o dólar futuro negociado na B3 na quinta-feira.

Há algumas semanas, a paridade de exportação indicava preços abaixo dos 80 reais/saca para próximos meses.

No mercado spot, por sua vez, as negociações do Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) tiveram média de 78,94 reais/saca na quinta-feira, avanço de 2 por cento entre 28 de fevereiro e 7 de março, segundo o Cepea.

(Por Roberto Samora)

Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário