Após danos em Nebraska, enchentes ameaçam mais Estados do Meio-Oeste dos EUA

Publicado em 21/03/2019 21:27
614 exibições

VALLEY, Nebraska (Reuters) - Conforme enchentes congelantes alimentadas por chuvas e neve derretida recuam em Nebraska e Iowa, deixando casas destruídas, afogando rebanhos e alagando áreas agrícolas, os Estados do Meio-Oeste dos Estados Unidos já se preparam para uma nova onda de ocorrências ao longo do rio Missouri, com mais chuva sendo esperada.

As enchentes da semana passada já causaram quase 1,5 bilhão de dólares em danos apenas em Nebraska, matando ao menos quatro pessoas, enquanto outras seguem desaparecidas.

Nesta quinta-feira, o presidente norte-americano, Donald Trump, aprovou uma declaração de emergência para Nebraska, liberando fundos federais para indivíduos afetados em nove condados do Estado.

Meteorologistas alertam que as enchentes devem prosseguir até maio, e podem piorar nas próximas semanas.

A próxima grande tempestade seguida de alagamento na área do rio Missouri é prevista para atingir St. Joseph, justamente no Estado de Missouri, na sexta-feira, chegando no dia seguinte a Kansas City, distante 90 km e no mesmo Estado, de acordo com o Corpo de Engenheiros dos EUA.

O rio Missouri deságua no rio Mississipi, o que é uma ameaça potencial a vários Estados do sul e do Meio-Oeste do país, como Arkansas e Louisiana.

Mais de 2.400 casas e negócios em Nebraska foram destruídos ou danificados, com 320 km de estradas intransitáveis e 11 pontes desmanteladas, segundo as autoridades.

O governador de Nebraska, Pete Ricketts, estima que as enchentes causaram danos de ao menos 439 milhões de dólares a infraestruturas públicas e outros ativos, e de 85 milhões de dólares a ativos privados. Ele estabelece os danos ao setor agrícola do Estado em quase 1 bilhão de dólares.

Área alagada em La Platte, ao sul de Omaha, Nebraska (EUA)

Área alagada em La Platte, ao sul de Omaha, Nebraska (EUA)

Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário