Soja testa leves baixas em Chicago nesta 3ª feira e ainda sente indefinições no caso China x EUA

Publicado em 16/04/2019 08:33
754 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja recuam nesta manhã de terça-feira (16) na Bolsa de Chicago. Embora ainda atuando com estabilidade, as cotações perdiam pouco mais de 1 ponto nos principais vencimentos, por volta de 8h15 (horário de Brasília), com o maio valendo US$ 8,97 por bushel. O agosto tinha US$ 9,21. 

Segue a cautela entre os traders que operam na CBOT. A falta de informações sobre as relações comerciais entre China e Estados Unidos segue pesando sobre o andamento dos negócios e dos preços, o que ainda limita as especulações sobre as adversidades climáticas no Meio-Oeste americano. 

Enquanto as declarações continuam sendo de que as negociações entre os dois países caminham bem, um acordo não é efetivado e há sinais de que a China estaria voltando a se endurecer frente a algumas questões importantes para um consenso. 

"Em linhas gerais, a especulação não possui um posicionamento específico, seguindo a neutralidade sem a definição das questões políticas de Trump e uma safra cheia proveniente da América do Sul. Fundos de gestão ativa mantêm suas posições majoritárias no lado da venda para soja, milho e trigo", explicam os analistas da ARC Mercosul. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja fecha com ligeiro avanço em Chicago com suporte das preocupações sobre o clima nos EUA

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário