Soja trabalha com pequenas altas em Chicago nesta 3ª se ajustando após últimas baixas

Publicado em 30/04/2019 08:24
968 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja têm leves altas na manhã desta terça-feira (30) na Bolsa de Chicago. Perto de 8h (horário de Brasília), as cotações subiam entre 1 e 1,50 ponto, com o maio valendo US$ 8,48 por bushel. 

O mercado busca se recuperar depois de novas baixas que foram registradas na sessão anterior, quando encerrou o dia perdendo mais de 6 pontos e o março abaixo dos US$ 8,50, mas segue ainda muito estável e sem oscilações mais agressivas.

As atenções dos traders ainda mantêm o mesmo foco, com um olho nos encontros entre líderes chineses e americanos e o outro nas condições de clima dos EUA, que ainda são desfavoráveis em boa parte do Corn Belt neste momento. 

O plantio da soja nos EUA foi concluído, até o último domingo (28), em 3% da área, de acordo com números do boletim semanal de acompanhamento de safras reportado nesta segunda-feira pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O índice ficou ligeiramente abaixo da média esperada pelo mercado de 5%. Na semana passada eram 1%, no ano passado 5% e na média plurianual, 6%. 

O estado da Louisiana continua sendo o mais adiantado, com 24% da área já semeada, porém, atrasado em relação a 2018, quando eram 38% e frente aos últimos cinco anos, que tem média de 43%. Alguns estados como Indiana e as Dakotas ainda não registram percentuais de plantio. 

A demanda fraca é outro fator de pressão sobre as cotações, com a Peste Suína Africana preocupando muito na China e em demais países onde também tem sido detectada. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja: Novas baixas em Chicago promovem perdas de até 2% no interior do BR, apesar do dólar

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário