Soja tem leve recuo em Chicago nesta 4ª se posicionando antes dos dados do USDA

Publicado em 26/06/2019 07:49
1726 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja apresenta leves recuos nesta quarta-feira (26), após as boas altas registradas no início da semana. Os traders, segundo explicam analistas internacionais, se reposicionam à espera dos novos boletins que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz na sexta-feira, dia 28. 

Assim, perto de 7h35 (horário de Brasília), os futuros da oleaginosa perdiam pouco mais de 2 pontos nas posições mais negociadas, com o julho cotado a US$ 8,99 e o agosto, US$ 9,04 por bushel. 

Um dos relatórios traz a posição dos estoques trimestrais norte-americanos em 1º de junho e, para alguns analistas e consultores, os números podem impressionar e causar alguma pressão sobre as cotações. 

De outro lado, o ajuste da área de plantio da safra 2019/20 dos EUA. Para o milho, as expectativas são de uma considerável redução, enquanto para a soja ainda se espera um corte na área, porém, um pouco mais tímido. A janela ideal para a semeadura da oleaginosa está bem ajustada, porém, há muitos produtores ainda apostando nos trabalhos de campo. 

 Até lá, os traders especulam e reajustam suas posições à espera destes números e também de possívieis notícias que venham da reunião do G20 que começa na sexta-feira e que pode promover o encontro de Donald Trump e Xi Jinping após mais de um mês de negociações paralisadas entre EUA e China. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

>> Poder de recuperação da soja diante de clima favorável nos EUA pode promover reviravolta no volume ofertado da próxima safra

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário