Soja: Preços no interior do Brasil sobem até 3% mesmo com novo recuo do dólar

Publicado em 20/05/2020 18:43 1753 exibições

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (20), os preços da soja negociados na Bolsa de Chicago registraram um novo dia de pequenas altas entre os principais vencimentos. Os futuros da oleaginosa terminaram o dia com ganhos de 3,25 a 4,25 pontos nos principais contratos, levando o julho a US$ 8,46 e o agosto a US$ 8,49 por bushel. 

No Brasil, mais uma vez o dólar cedeu e fechou a sessão com queda de 1,23% e valendo R$ 5,69. Ainda assim, seguem firmes os preços da soja no mercado nacional, que registraram algumas boas altas nesta quarta-feira, tanto no interior, quanto nos portos do país. 

O pouco produto disponível e uma demanda ainda firme, e se intensificando também internamente, dá espaço para as altas, que em algumas praças como Castro, no Paraná, foram de até 3,64% para levar a referência a R$ 114,00 por saca. Regiões de Mato Grosso também têm preços acima dos R$ 100,00 e nos demais estados produtores, bem próximos disso. 

Nos portos, as cotações ainda oscilam entre R$ 110,00 e R$ 116,00 no disponível, enquanto a safra nova mostra indicativos de R$ 106,00 a R$ 108,00 por saca. 

BOLSA DE CHICAGO

A estabilidade é mantida em Chicago e o mercado segue caminhando de lado à espera de novidades fortes. 

O mercado continua se dividindo entre o clima nos EUA e o avanço da safra 2020/21, que caminha muito bem, e as perspectivas de demanda por soja norte-americana pela China. As expectativas são de que os chineses olhem mais para a oleaginosa dos EUA diante da baixa disponibilidade de produto dos EUA e da melhor competitividade americana. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário