Soja tem leves perdas em Chicago nesta 5ª, realizando lucros após máximas em 7 meses

Publicado em 20/08/2020 08:42 e atualizado em 20/08/2020 10:00 444 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja recua nesta quinta-feira (20) na Bolsa de Chicago e, por volta de 8h20 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 3,75 e 5,25 pontos, levando o novembro a US$ 9,08 e o março/21 a US$ 9,17 por bushel. Os traders mantêm sua postura mais cautelosa e acompanham o levantamento de dados do Crop Tour ProFarmer, em andamento nos EUA para avaliação da safra 2020/21. 

Mais do que isso, o mercado também se ajusta depois de bater nas máximas em sete meses e espera por novas informações para que continue se posicionando. Ainda assim, permanece no centro das atenções as questões ligadas à demanda e ao clima no Corn Belt. 

Segundo Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar, as baixas revelam ainda que "os traders já estão antecipando que o crop tour da ProFarmer pode não confirmar as perdas esperadas após passagem da tempestade Derecho na semana passada".

+ Crop Tour ProFarmer chega a Iowa e começa relatar perdas causadas pela tempestade

Nesta quinta-feira (20), caem todas as commodities, e não só as agrícolas. "Petróleo tem 1% de baixa, mostrando também que os fundos de commodities estão em modo de liquidação, ou para garantir alguns lucros ou para se proteger contra o pessimismo relacionado a Covid e economia global. O dólar em leve alta com postura também de aversão ao risco dos traders", completa Cachia.

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

+ Com volume inferior a 10 mi/t de soja disponível para venda, oferta some do mercado mesmo com indústrias pagando até R$135 /sc

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário