Comercialização da safra 2020/21 de soja do Brasil atinge recorde de 46,7%

Publicado em 11/09/2020 16:05 643 exibições
Negócios da temporada 2019/20 também avançaram para novo recorde com preços aquecidos; safras de milho com números acima da média

A comercialização da safra de soja 2020/21 do Brasil, que começa a ser plantada neste mês de setembro, já alcança patamar absolutamente recorde de 46,7% da produção, segundo a Consultoria DATAGRO, ou seja, 61,45 milhões de toneladas vendidas considerando a intenção de plantio. O comprometimento da safra nova supera o último recorde do mesmo período do ano anterior (24,5%), além de 2016, com 21,8%, e a média de cinco anos (22,1%) acompanhando cenário favorável de preço nas últimas semanas.

“A cada reação das cotações, que neste último mês se alternaram entre a CBOT, os prêmios e o câmbio, novos negócios foram acontecendo”, afirma Flávio Roberto de França Junior, coordenador da DATAGRO Grãos. “As vendas começaram já no ano passado, especialmente nas duas últimas semanas de agosto, primeira de setembro, nas três primeiras semanas de outubro e espalhadas por novembro. Refletindo basicamente os movimentos da taxa de câmbio”, complementa França.
Os negócios da temporada 2019/20 também seguiram nas últimas semanas, mas em ritmo menor do que nos últimos meses justamente pelo adiantado estágio das vendas na safra. O comprometimento pelos produtores atingiu 96,6% da produção até o dia 4 de agosto, totalizando 121,68 milhões de t. Um avanço de pouco mais de dois pontos percentuais sobre o último mês, mas com total vendido bem acima do recorde de 2018 (89,2%), das vendas em 87% da safra passada e também da média histórica (86,8%).

Comercialização do milho no Brasil

A comercialização do milho de verão da safra 2019/20 no Centro-Sul do Brasil avançou mais cinco pontos percentuais em um mês, para 94,2% da produção, ficando acima dos 79% de igual momento do ano passado e da média de cinco anos (86,2%). “Os negócios foram acontecendo aos poucos, de forma regionalizada, refletindo movimento mais fortes da demanda local, ou refletindo a melhora no FOB de exportação, com a combinação da piora na CBOT e melhora mais do que proporcional nos prêmios”, pontua França.

O comprometimento da safra de inverno 2020 no Centro-Sul do país avançou para 76%, sobre 69% no último mês, segundo apuração da DATAGRO. A comercialização da temporada, que ainda está sendo colhida, supera o pico anterior de 2016, com 71%, e está levemente acima do mesmo período do ano passado, quando tinha 70% da produção vendida neste momento. As vendas do cereal também ficaram acima da média de cinco anos de 67%.

Tags:
Fonte:
DATAGRO

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário